Publicidade
Esportes
Craque

Para tentar voltar ao topo, Rio Negro pega o Holanda nesta quarta, em Manaus

O resultado positivo hoje combinado ao tropeço do Fast Clube diante do São Raimundo, sábado, levaria o Galo de volta ao topo da tabela do returno 12/04/2012 às 10:17
Show 1
Liderança e guda do rebaixamento motivam o Galo
Jornal Acritica Manaus

O Rio Negro vai tentar confirmar a boa fase diante do Holanda, nesta quinta-feira, às 15h30, no Estádio Ismael Benigno (Colina), São Raimundo, Zona Oeste. O resultado positivo hoje combinado ao tropeço do Fast Clube diante do São Raimundo, sábado, levaria o Galo de volta ao topo da tabela do returno, com ótimas chances de garantir vaga nas semifinais do segundo turno e espantar de vez o fantasma do rebaixamento na contagem geral de pontos.

“O espírito da equipe para o jogo é justamente esse: garantir vaga no quadrangular e se afastar da linha de degola”, explicou ontem o supervisor de futebol Nonato Souza.

Para somar mais três pontos o técnico Iane Geber vai repetir a escalação do time que conseguiu um empate fora de casa diante  do Iranduba, com Delciney e Smith fazendo o papel de meias ofensivos, distribuindo bola para a dupla de ataque Maranhão e Edinho Canutama. Pastor será o responsável pela contenção no meio.

“Não há porque mudar um time que tem mantido um bom desempenho”, diz o dirigente. Ainda não se sabe ao certo se a diretoria pagou os salários atrasados de jogadores e comissão técnica do Galo.

No Holanda, a ordem do técnico Sérgio Duarte é acuar o Galo, pressionando no ataque. Para isso, o treinador colocará em campo um time com uma postura bem mais ofensiva, explorando a juventude e a velocidade da dupla de ataque Weverton e Léo. Em quarto lugar com dez pontos em seis jogos, o Holanda, cuja média de idade é a menor do campeonato, tem mantido um padrão de jogo razoável no certame.

“Uma vitória hoje sobre o Rio Negro nos ajudaria a manter esse padrão e aumentar nossas chances de garantir vaga no quadrangular final. Por isso a equipe vai pra cima”, garantiu o supervisor de futebol, Sidney Bentes.

Rio Negro Adriano, Franco, Ney Junior, Bianor, Pasto e James: Paca Delciney e Smith: Maranhão e Edinho Canutama: Técnico Iane Geber Jamel

Holanda Douglas, Wendell, Mansur, Dedimar e Moisés; Juninho, Drawlid, Pia e Carlos: Weverton e Léo. Técnico Sérgio Duarte.

Estádio: Ismael Benigno (Colina) 

Horário: 15h30. 

Trio de Arbitragem Carlos Augusto Silva, com os auxiliares Luiz Claudio a Anne Kesy  Motivo 

Returno do Amazonense