Publicidade
Esportes
Craque

Paratleta amazonense conquista ouro no Open Internacional Caixa Loterias de atletismo

Brendow Christian de Souza Moura passou cinco meses parado, sofreu acidente, mas conseguiu dar a volta por cima, com direito a uma medalha dourada 28/04/2015 às 11:14
Show 1
Brendow voltou com tudo ao cenário nacional e agora corre atrás de novos vôos
Paulo André Nunes Manaus

Aos 19 anos, Brendow Christian de Souza Moura é um daqueles paratletas com deficiência visual que deveriam ter a palavra superação como sobrenome. Há pouco mais de um ano competindo nas provas de lançamento de dardo, este amazonense conquistou, no final de semana, a medalha de ouro, durante o Open Internacional Caixa Loterias de Atletismo, realizado em São Paulo.

Contra outros 13 atletas ele faturou o primeiro lugar com a marca de35m31cm na classe F12, após voltar de quase seis meses parado por conta de lesões e um acidente de motocicleta que lhe causou queimaduras de segundo grau na perna direita. Uma vitória dupla para quem esperava apenas alcançar o índice para uma das três etapas do Circuito Brasil Paralímpico de atletismo.

Brendow tem baixa visão por conta de uma deficiência visual genética, do qual só descobriu aos 13 anos de idade. Ele passou por duas cirurgias e está em um tratamento para tentar estabilizar o seu quadro. Atualmente, o atleta possui apenas 10% da visão, que é compensada por 90% de vontade e superação. “Eu estava parado há quase seis meses por conta de uma lesão no ombro e joelho direitos e voltei a competir neste último dia do Open. Só tive três semanas de treinamento resumido em preparação física e técnica. Me dediquei, mas foi Deus quem me deu essa vitória. Ele é maravilhoso e surpreende mesmo sem que mereçamos”, comentou Brendow.

Rotina intensa
O paratleta enfrenta uma verdadeira maratona diária, de segunda a sexta. Morador de Petrópolis, ele sai por volta de 5h da sua residência rumo ao Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste, onde faz estágio de Educação Física em uma unidade de ensino superior. De lá, ele segue antes do meio-dia para sua preparação física na 30min Studio Fitness (seu único colaborador oficial), onde passa cerca de duas horas.

De lá, Brendow segue para a Vila Olímpica de Manaus para treinar a parte técnica até 18h30, quando se prepara para ir à faculdade, também no Dom Pedro para cursar o 5º período de Educação Física. O amazonense destaca a participação da experiente treinadora Margareth Bahia no seu desenvolvimento como atleta e pessoa: “Ela está sempre ali ‘quebrando a cabeça’ comigo nos treinamentos. Sou grato a ela tanto pela parte técnica quanto na pessoal”.


Dando o jeito sem patrocínio
A próxima competição de Brendow será a 1ª etapa do Circuito Brasil Paralímpico, em julho. Mas há a possibilidade dele disputar os Jogos Abertos de Atletismo Paralímpico em Buenos Aires, na Argentina. Tudo depende de conseguir recursos.

“Infelizmente, no Amazonas, não recebemos auxílio e temos que gastar tudo do nosso bolso. Não tenho patrocínio de ninguém e de nenhuma instituição. Nessa competição, por exemplo, eu e os outros atletas pagamos tudo. Não dá para ficar focado diretamente na disputa”, desabafou o competidor, que tentará a vaga ao Para-Pan em Toronto, Canadá. Se você quiser colaborar com o belo trabalho de Brendow Christian, o contato dele é 99164-6331.