Publicidade
Esportes
PARATLETISMO

Paratletas amazonenses retornam com medalhas do Circuito Loterias Caixa

Os paratletas ganharam medalhas no campeonato mais importante do atletismo paralímpico do Brasil, e garantiram vagas para a etapa final da competição 08/08/2017 às 18:34
Show whatsapp image 2017 08 07 at 17.46.55
A competição nacional contou com a participação dos principais paratletas do país, que se classificaram através das etapas regionais. (divulgação)
Jéssica Santos Manaus - AM

Os paratletas do Amazonas retornaram com medalhas da 3ª etapa do Circuito Loterias Caixa de Atletismo, realizada entre os dias 4 a 6 de agosto, na cidade de São Paulo. O atleta Gerson Luiz, deficiente físico, conquistou a medalha de prata nos 400 metros rasos, e a atleta deficiente visual, Josimara Andrade, conquistou três medalhas, duas de prata, nas provas de 800 e 5 mil metros, além de uma medalha de bronze, nos 1.500 metros.

“Foi bom o resultado, foram boas as provas. Foi um campeonato brasileiro, e com os resultados esses atletas foram convocados para participarem da etapa final, que será em outubro”, disse o professor Sérgio Nazareno, técnico dos atletas.

Josimara ficou muito feliz com o resultado. “Uma experiência dessas é uma sensação incrível! Você olhar para todo lado e a palavra superação vem de imediato na cabeça. Sou muito grata a essa oportunidade e feliz por saber que existem pessoas tão incríveis que mesmo com dificuldades tem muito a nos ensinar sobre o que é correr atrás de um sonho! Muito obrigada ao meu treinador Sérgio Nazareno por me confiar a isso e por me mostrar uma nova visão”, disse a atleta.

A fase final do Circuito Loterias Caixa será, também, em São Paulo, nos dias 27 a 29 de outubro.

Circuito

O Circuito Loterias Caixa é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, sendo o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e três nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.