Publicidade
Esportes
Craque

Paratletas do Amazonas brilham em competição internacional

Equipe amazonense composta por cinco integrantes conquistou cinco medalhas no Open Internacional de Atletismo, em São Paulo. Os atletas comandados pelo professor Sérgio Nazareno se destacaram entre os quase 600 competidores    27/04/2015 às 17:33
Show 1
Paratletas do Amazonas conquistaram cinco medalhas em competição em São Paulo.
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Força, superação e perseverança foram a ‘fórmula secreta’ usada pela equipe de paratletas do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara) que brilharam na disputa do maior campeonato internacional paralímpico do Brasil, o Open Internacional de Atletismo, realizado em São Paulo no último fim de semana.

A equipe embarcou na última quarta-feira (22) com apoio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e integrou a competição, que teve 597 competidores inscritos. E no retorno a Manaus a equipe formada por quatro atletas e um técnico trouxe na bagagem cinco medalhas: uma de ouro e quatro de bronze.

Dono de um currículo invejável, Brendow Christian, de 19 anos, competiu no lançamento de dardo F11 (baixa visão) e conquistou o lugar mais alto no pódio. Dernival Santos, de 40, pertence à mesma classe e garantiu dois bronzes. Um no lançamento de dardo e outro no lançamento de disco.

Além do ouro, Brendow, consagrou-se ainda como o número um no ranking brasileiro, atingindo assim o índice necessário para competir o Campeonato Brasileiro do Circuito Brasil Paralímpico Caixa Loteria, que acontecerá em três etapas em 2015. A primeira no mês de julho, depois em setembro e novembro, em São Paulo.

“Esta foi minha primeira competição a nível internacional e a experiência foi única, pois superei minhas próprias expectativas. Fiquei cinco meses parado por conta de duas lesões e tive apenas três semanas para treinar. Enfrentei 14 atletas em uma competição de alto nível e o resultado foi o índice pra o Brasileiro, Deus me ajudou, eu sei disso”, festejou Brendow.

Veterano na competição, Cheine Pereira, de 35 anos, é um ícone na equipe. Respeitado por todos, a fera conquistou a terceira colocação no geral no arremesso de peso e resumiu bem o sentimento com a conquista.

“Estou muito feliz com o resultado, a superação pessoal é a melhor medalha. Espero permanecer no esporte por muito tempo e ter a oportunidade de sentir essa emoção sempre”, comentou o paratleta.

Natação em alta

O nadador Simplício Campos, de 28, atleta de natação da classe (S8), competiu nas provas de  50 e 100 metros borboleta e conquistou a medalha de bronze para o Amazonas. Participando pela segunda vez da competição, o atleta conseguiu baixar o tempo e ter um melhor rendimento na categoria.

“A troca de experiência e a interação entre os atletas de outros países é muito grande. Aprendemos novas técnicas e outros idiomas uns com os outros”, disse o nadador.

De quebra, a equipe liderada pelo amazonense Sérgio Nazareno conquistou ainda o benefício do bolsa atleta federal. O Open Internacional é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pela Caixa Loterias. O evento faz parte do calendário anual do Comitê Paralímpico Internacional e na edição 2015 conta com recorde de participantes desde que o evento foi criado, em 2011.

*Com informações da assessoria de imprensa