Publicidade
Esportes
Craque

Paulo Morgado reestreia no Fast, na fogueira da semifinal

Com técnico novo e jogando em casa, a meta do time fastiano é conquistar um resultado positivo na primeira partida da semifinal do Campeonato Amazonense 16/03/2013 às 12:45
Show 1
Português tem hábito de montar times mais compactos e pode surpreender
AUGUSTO COSTA ---

Com apenas cinco dias para preparar a equipe e implantar sua filosofia de trabalho, desde que assumiu o comando do Fast Clube no lugar do ex-técnico Cláudio Marques, o português, Paulo Morgado, reestreia neste sábado (16) no comando do Tricolor de Aço, contra o São Raimundo, no estádio Valdomiro Gusmão, em Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus), disposto a mudar o ritmo do “fado” (estilo musical melancólico da cultura portuguesa), que se abateu sobre o plantel fastiano depois da goleada por 5 a 0 para o Penarol na semana passada.

Agora com técnico novo e jogando em casa, a meta do time fastiano é conquistar um resultado positivo na primeira partida da  semifinal do Campeonato Amazonense Chevrolet 2013, para enfrentar o Tufão da Colina com tranquilidade na partida de volta em Manaus na próxima semana. 

“Treinamos bem hoje (sexta-feira) e a equipe já demonstrou melhorias no entrosamento e na adaptação do esquema tático. Nosso objetivo é vencer o jogo contra o São Raimundo que é uma equipe perigosa e atua com velocidade nos contra-ataques. Pelo que pude observar a equipe deles está melhor preparada do que a do ano passado. Eles tem atacantes perigosos e velozes como o Marinho e o Vidinha. Temos que ter muita atenção durante toda a partida por ser um clássico tudo pode ser definido num detalhe”, prevê Paulo Morgado.

Fome de bola

Depois de ficar de fora da partida contra o Sul América por causa de uma virose, o meia-atacante Clailson volta ao time titular do São Raimundo hoje com “fome de bola” e prometendo infernizar a defesa fastiana. Com características de atuar com velocidade partindo pra cima da defesa adversária, o jogador do Tufão da Colina quer fazer a diferença no clássico contra o Fast Clube.

“Estou voltando muito mais motivado. A responsabilidade é grande. Ano passado conseguimos nos classificar para a fase semifinal, mas perdermos para o Iranduba e sai frustrado. Este ano quero dar esse presente para a torcida do São Raimundo que é a vaga na final do primeiro turno pra gente poder brigar por esse título de campeão. Prometo muita força de vontade durante a partida e partir pra cima deles pra ajudar os meus companheiros”, disse Clailson. Recuperado da virose que o deixou dez dias afastado do time titular do Tufão da Colina, Clailson disse que não gosta de ficar assistindo a partida do banco de reservas, situação que viveu no jogo contra o Nacional.

Hora do mistério

O técnico do São Raimundo, Eduardo Clara, prevê uma partida difícil contra o Fast fora de casa. Ele disse que a estreia do técnico lusitano, Paulo Morgado, será uma motivação a mais para os jogadores fastianos que vão querer mostrar serviço.

“A estreia do técnico Paulo Morgado se torna uma dificuldade a mais pra nós. Eu já sabia a forma de jogar do ex-treinador Cláudio Marques e o esquema tático utilizado, agora tudo pode acontecer. Será um jogo muito difícil. Mas mesmo atuando fora de casa não vou mudar a característica ofensiva do São Raimundo de jogar no ataque. Vamos jogar pra conquistar o resultado positivo e nada de retranca”, promete Eduardo Clara.

Adepto da filosofia do mistério e de divulgar a escalação do time momentos antes da partida, o treinador do Tufão da Colina, não quis confirmar se vai começar com o atacante Rogerinho ou com Clailson, formando a dupla de ataque com o experiente Marinho.

“Vou deixar para acabar o mistério momentos antes da partida. Tenho o Clailson e o Rogerinho pra começar com o Marinho lá na frente. Vou ter que avaliar o gramado, se está chovendo e o campo está pesado. Vamos ver”, disse.