Publicidade
Esportes
Craque

Peladão 40 anos: Conheça a história do centroavante de 44 anos da Feira da Banana

Oscar Nepomuceno, campeão com o Feira da Banana, nasceu para levantar troféus no futebol 04/01/2013 às 14:44
Show 1
Oscar Nepomuceno, centroavante de 44 anos da Feira Banana
Lucio Pinheiro Manaus

É impossível não ter um vilão ou um herói em uma grande partida de futebol. Tão certo como essa afirmação tem sido a presença de Oscar Nepomuceno em jogos decisivos no maior campeonato de futebol amador do planeta, o Peladão.

O centroavante de 44 anos que teve seus dias de glórias no futebol profissional do Amazonas na década de 80 e 90, brilhou no último final de semana, ao sair do banco e marcar o gol que deu à equipe do Feira da Banana o segundo título da categoria Master do Peladão.

Mas antes de conquistar o título do Master desse ano, Oscar já havia construído uma longa e vitoriosa história no Peladão e no futebol profissional do Estado. Nascido em Manaus, o atacante deus seus primeiros chutes no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste.

No infantil do Nacional, Oscar mostrou logo a qualidade que hoje é vista nos jogos do Master. Assim, o atacante nem bem saiu da adolescência e já foi integrado ao elenco profissional do Leão da Vila Municipal. “Logo no meu primeiro ano de Campeonato Amazonense, fomos campeões”, lembra o atacante.

Depois do Nacional, Oscar jogou ainda pelo São Raimundo, América e Princesa. No time de Manacapuru, o atacante foi um dos destaques do elenco. Em 1995, ele estava no grupo que foi vice-campeão do Campeonato Amazonense.

Em 1998, depois de colecionar títulos estaduais pelo Nacional e São Raimundo, Oscar se aposentou do futebol profissional. Mas nem pensou em abandonar a carreira de peladeiro. Até porque, a essa altura, ele já tinha levantado a taça de campeão do Peladão duas vezes (1989 e 1990) pelo Unidos da Glória.

No ano de 2007, e aos 40 anos, Oscar conquistou o terceiro título da categoria principal do Peladão. Depois do tri, o atacante migrou de categoria, e hoje é uma das figurinhas carimbadas no torneio Master. Principalmente nas decisões do campeonato de veteranos.

Pé quenteNas últimas quatro decisões do Master, Oscar esteve em três, e foi campeão em duas. O primeiro título dele na categoria foi pelo time do Jovens Livres, em 2009. Em 2011, o centroavante foi vice-campeão com o Cepe/Petrobras, mas levou a artilharia do campeonato com 12 gols.

No sábado passado, Oscar fez a festa pela segunda vez na categoria Master, depois de ser o herói da vitória do Feira da Banana por 1 a 0 sobre o F. C. Santo Antônio.

Após o bom campeonato que fez em 2011, quando defendeu o Cepe/Petrobras, Oscar foi contratado pelo Feira da Banana para a temporada de 2012. Fora de forma, o atacante não conseguiu se firmar na equipe titular durante a competição e foi para o banco.

Mas, na final de sábado, o técnico Cabeça não gostou da atuação do titular Ney no primeiro tempo e colocou Oscar em campo. A cinco minutos do fim da partida, o “matador” marcou de cabeça o único gol do jogo e deu o bicampeonato para o Feira da Banana. “Eu sei que esse ano eu engordei, mas foi o que eu falei. A gente sabe se posicionar dentro da área e se vacilar, papai, a gente guarda”, declarou Oscar, no final da partida.

Ainda curtindo o título com a família, em casa, Oscar ainda não tem certeza se pendura as chuteiras de vez, até porque a sorte e o destino parecem jogar a favor dele. “Todo ano digo que vou parar. Mas chega o campeonato e acabo participando”.

Campeões

MASTER

2004 - Os Normais/Gacin (campeão)

2005 - Os Normais/Centro (campeão)

2006 - Associação Atlética Arsenal Master/ Trigolar (campeão)

2007 - Cepe Master/Petrobras (campeão)

2008 - Jovens Livres Master (bicampeão)

2009 - Jovens Livres Master (bicampeão)

2010 - Cepe Master/Petrobras (campeão)

2011 - Feira da Banana (bicampeão)

2012 - Feira da Banana (bicampeão)

Peladão 40 anos: Conheça a história do centroavante de 44 anos da Feira da Banana

Oscar Nepomuceno, campeão com o Feira da Banana, nasceu para levantar troféus no futebol

É impossível não ter um vilão ou um herói em uma grande partida de futebol. Tão certo como essa afirmação tem sido a presença de Oscar Nepomuceno em jogos decisivos no maior campeonato de futebol amador do planeta, o Peladão.

O centroavante de 44 anos que teve seus dias de glórias no futebol profissional do Amazonas na década de 80 e 90, brilhou no último final de semana, ao sair do banco e marcar o gol que deu à equipe do Feira da Banana o segundo título da categoria Master do Peladão.

Mas antes de conquistar o título do Master desse ano, Oscar já havia construído uma longa e vitoriosa história no Peladão e no futebol profissional do Estado. Nascido em Manaus, o atacante deus seus primeiros chutes no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste.

No infantil do Nacional, Oscar mostrou logo a qualidade que hoje é vista nos jogos do Master. Assim, o atacante nem bem saiu da adolescência e já foi integrado ao elenco profissional do Leão da Vila Municipal. “Logo no meu primeiro ano de Campeonato Amazonense, fomos campeões”, lembra o atacante.

Depois do Nacional, Oscar jogou ainda pelo São Raimundo, América e Princesa. No time de Manacapuru, o atacante foi um dos destaques do elenco. Em 1995, ele estava no grupo que foi vice-campeão do Campeonato Amazonense.

Em 1998, depois de colecionar títulos estaduais pelo Nacional e São Raimundo, Oscar se aposentou do futebol profissional. Mas nem pensou em abandonar a carreira de peladeiro. Até porque, a essa altura, ele já tinha levantado a taça de campeão do Peladão duas vezes (1989 e 1990) pelo Unidos da Glória.

No ano de 2007, e aos 40 anos, Oscar conquistou o terceiro título da categoria principal do Peladão. Depois do tri, o atacante migrou de categoria, e hoje é uma das figurinhas carimbadas no torneio Master. Principalmente nas decisões do campeonato de veteranos.

Pé quenteNas últimas quatro decisões do Master, Oscar esteve em três, e foi campeão em duas. O primeiro título dele na categoria foi pelo time do Jovens Livres, em 2009. Em 2011, o centroavante foi vice-campeão com o Cepe/Petrobras, mas levou a artilharia do campeonato com 12 gols.

No sábado passado, Oscar fez a festa pela segunda vez na categoria Master, depois de ser o herói da vitória do Feira da Banana por 1 a 0 sobre o F. C. Santo Antônio.

Após o bom campeonato que fez em 2011, quando defendeu o Cepe/Petrobras, Oscar foi contratado pelo Feira da Banana para a temporada de 2012. Fora de forma, o atacante não conseguiu se firmar na equipe titular durante a competição e foi para o banco.

Mas, na final de sábado, o técnico Cabeça não gostou da atuação do titular Ney no primeiro tempo e colocou Oscar em campo. A cinco minutos do fim da partida, o “matador” marcou de cabeça o único gol do jogo e deu o bicampeonato para o Feira da Banana. “Eu sei que esse ano eu engordei, mas foi o que eu falei. A gente sabe se posicionar dentro da área e se vacilar, papai, a gente guarda”, declarou Oscar, no final da partida.

Ainda curtindo o título com a família, em casa, Oscar ainda não tem certeza se pendura as chuteiras de vez, até porque a sorte e o destino parecem jogar a favor dele. “Todo ano digo que vou parar. Mas chega o campeonato e acabo participando”.

Campeões

MASTER

2004 - Os Normais/Gacin (campeão)

2005 - Os Normais/Centro (campeão)

2006 - Associação Atlética Arsenal Master/ Trigolar (campeão)

2007 - Cepe Master/Petrobras (campeão)

2008 - Jovens Livres Master (bicampeão)

2009 - Jovens Livres Master (bicampeão)

2010 - Cepe Master/Petrobras (campeão)

2011 - Feira da Banana (bicampeão)

2012 - Feira da Banana (bicampeão)