Publicidade
Esportes
Craque

Peladão 40 anos: Relembre a história da equipe Alternativa

“Lembranças de glórias e conquistas”. É com essa frase que Pedro Serrão Seruda, 61, recorda a sua trajetória no Peladão do ano de 2004, quando o seu time faturou praticamente todos os prêmios da competição 23/11/2012 às 14:47
Show 1
Em 2004, o Alternativa resolveu levar tudo quanto é prêmio e não deixou quase nada para os outros
Antonio Melo Manaus

“Lembranças de glórias e conquistas”. É com essa frase que Pedro Serrão Seruda, 61, recorda a sua trajetória no Peladão do ano de 2004, quando o seu time faturou praticamente todos os prêmios da competição. O time era o Alternativa, do bairro de São Jorge, equipe fundada em 2003 e formada por funcionários de uma empresa do mesmo nome que trabalha na produção de uniformes esportivos.

Segundo o mandatário, a competição estimulou os seus funcionários a terem uma melhor produtividade no trabalho e fortaleceu a união do grupo.

“O clima era o melhor possível porque todo mundo vestia a camisa, ia para o campo e se envolvia. Todos eram muito participativos. A festa era tão grande nos dias dos jogos que ganhamos o prêmio de maior torcida” disse, saudoso.

Além de ter seus funcionários como a base de um time, toda a família de ”seu” Pedro ajudava em várias funções, e eram peças chaves para o sucesso da equipe. “Toda a minha família participava. A minha esposa preparava as refeições, os meus filhos torciam e prestigiavam nos jogos. E a parte mais legal, para não dizer o contrário, era o momento de arrumar a casa depois das comemorações que fazíamos. Cada vitória era motivo de comemoração” disse o dirigente brincalhão.

De acordo com Pedro  seu time poderia alçar vôos mais altos ao longo da sua curta história no Peladão, se não fosse pelo tempo que a competição toma nos finais de semana, impedindo assim de estar mais tempo com a família.  “O Peladão sempre unia nossa família. Mas, há uma diferença entre você ter um tempo de qualidade com a sua família e estar com ela só por causa do futebol. Como toda a minha família ajudava no time, nós praticamente não tínhamos mais aquele tempo de qualidade juntos”. Conforme o ex-meio campista Antônio Alex, 25, a experiência adquirida no Peladão e no período em que trabalhou na empresa  foi de muita importância em sua vida.

“A primeira vista eu almejava mais o emprego. O Peladão foi um conseqüência. O ambiente era muito agradável e o melhor possível. Sou grato”.

Super time

Ano de conquistas - Alternativa

Campeão do Peladão de 2004.

Prêmio de Melhor dirigente – Pedro Serrão Serudo

Prêmio jogador revelação – Antônio Alex

Prêmio Craque do campeonato – Max Fábio Rodrigues

Prêmio melhor goleiro – Gonçalo da Silva Marques Filho

Prêmio de melhor torcida

- 5 jogadores e mais o treinador escolhido para a Seleção do Peladão

Gonçalo da Silva Marques Filho – GOLEIRO

Cleber José Andrade Coutinho – ZAGUEIRO

Max Fábio Rodrigues – MEIO CAMPO

Antônio Alex – MEIO CAMPO

Sérgio Raimundo dos Santos -  TREINADOR

Blog
“O clima era de família. Chamávamos de família Alternativa. Era bagunça do começo ao fim. Sempre estávamos juntos pelo fato de trabalharmos na mesma empresa.    Então não tinha como fugir. Durante a semana era trabalho e nos sábados e domingos Peladão. Era uma situação tão boa que até melhorava na produtividade do trabalho no dia a dia”, Pedro Serrão – presidente.