Publicidade
Esportes
Craque

Penarol (AM) recontrata Aderbal Lana para temporada de 2013

Em acerto verbal feito pessoalmente com o atual presidente da clube, Ila Rabelo, treinador aceitou a proposta salarial e as condições de trabalho oferecidas em Itacoatiara (a 170 quilômetros de Manaus) 22/10/2012 às 09:55
Show 1
Técnico mais regular do time na Série D, Aderbal Lana é recontratado para a temporada 2013
Paulo Ricardo Oliveira Manaus

O experiente Aderbal Lana vai ser o treinador do Penarol no Campeonato Amazonense de 2013. Em acerto verbal feito pessoalmente com o atual presidente da clube, Ila Rabelo, Lana aceitou a proposta salarial e as condições de trabalho oferecidas em Itacoatiara (a 170 quilômetros de Manaus).

O dirigente  não quis falar sobre valores, mas o CRAQUE apurou que Lana deve ganhar  R$ 8 mil mensais, dentre outros benefícios no clube, como alimentação, hospedagem e premiação por vitórias e títulos.

O treinador terá, também, carta branca para escolher a comissão técnica e fará a indicação dos contratados que irão compor o elenco do Leão da Velha Serpa na próxima temporada. “Eu já tinha assumido um compromisso com o Ila (Rabelo) de avaliar uma futura proposta do Penarol. Eu fui muito bem tratado por lá. Entendo que fizemos um bom trabalho na Série D. Uma pena que o time já estava numa condição ruim de pontuação”, afirmou o experiente treinador, ontem, enquanto participava de um churrasco.

  A diretoria do clube deu preferência à Lana pelo método tático eficiente em campo e pela seriedade no esquema de trabalho. “Ele (Lana) tem uma metodologia interessante de trabalho. É um cara sério, que busca sempre ajustar a equipe da melhor forma. Gostamos do Lana na Série D deste ano. Ele deixou uma boa base de jogadores”, explicou Rabelo.

  A apresentação da comissão técnica e jogadores do Penarol está prevista para o dia 4 de janeiro de 2013, em Itacoatiara. “Mas, até dezembro, nós temos que ter uma equipe já formada, com alguns reforços já acertados. Vamos trabalhar para ser campeões no próximo ano”.

Preterido no Nacional
Aderbal Lana foi o treinador do Nacional na conquista do título deste ano, após um jejum de cinco anos. Ele assumiu a equipe no segundo turno do Estadual e chegou ao campeonato sob muita pressão e desconfiança, porque a disputa foi contra o Fast Clube, que ele havia comandado anteriormente. A diretoria do Leão da Vila não o manteve no cargo.

“O Nacional só me chama quando está a perigo. Mas estou tranquilo. Isso é futebol, cara. Não tem jeito. O importante é que fiz meu trabalho lá e conquistamos o título”, criticou Lana.

Aderbal Lana - Técnico do Penarol

 1  O que o faz aceitar ser técnico do Penarol em 2013?
A diretoria do Penarol foi muito correta comigo na Série D. Eu expliquei para eles as dificuldades e as limitações, mas ainda assim eles acreditaram no meu trabalho. Fui muito bem tratado e tive todas as condições para trabalhar, dentro da realidade financeira do clube. Fica fácil trabalhar.

2  Quanto o senhor vai ganhar como técnico?
(Risos) Eu vou ganhar o suficiente para comprar o meu arroz do dia a dia. A realidade do futebol amazonense é cruel em relação a salário de técnico, de jogador, de comissão técnica. Os clubes não têm dinheiro e têm de trabalhar com elenco reduzido, limitado. Essa é a nossa realidade. Eu vivo dela.

3  E o Nacional? O senhor esperava ser o técnico do centenário?
O Nacional só me chama quando está a perigo. Não tem jeito. Mas o clube vive essa expectativa do centenário, está cheio de projetos e de ideias novas para 2013. Eu não faço mais parte disso. Mas estou tranquilo. Isso é futebol, cara. Eu estou feliz no Penarol. Será meu último ano como treinador. Quero ser campeão.