Publicidade
Esportes
Craque

Penarol busca motivação para se manter na Série D

O técnico Aderbal Lana faz seu trabalho dentro de campo e a diretoria cobra uma postura mais comprometida por parte dos jogadores fora dele 25/07/2012 às 10:35
Show 1
Penarol só pode pensar em vencer para continuar tendo chances na série D
Jornal A Crítica Manaus

Na lanterna do grupo A-1 da Série D, com três pontos ganhos em 12 possíveis, o Penarol tenta arrumar motivação para reverter a situação  caótica: para sonhar com classificação à próxima fase, o time tem obrigação de ganhar os quatro jogos restantes, dois dos quais, fora de casa, e ainda torcer pelo tropeço dos concorrentes.

Domingo, às 16h, no Floro de Mendonça, contra o Náutico (RR), é tempo de recomeçar para o clube de Itacoatiara. Para isso, o técnico Aderbal Lana faz seu trabalho dentro de campo e a diretoria cobra uma postura mais comprometida por parte dos jogadores fora dele. “Não há mais espaço para erros nessa competição. Todos sabem que, se perder, estão desempregados. è ganhar ou ganhar. Não tem outro jeito”, cobra o vice-presidente e diretor de futebol do clube, Ila Rabelo, que diz ter observado mais disposição dos seus comandados. “Parece que o grupo está consciente da necessidade de vencer daqui para frente. Tudo começa neste domingo, em casa, diante da torcida. Vamos ver se isso será posto em prática”, complementa o dirigente.

Nesta terça-feira, Lana comandou um treino tático, aprimorando posicionamento. Hoje, deve realizar um coletivo pensando na escalação da equipe para domingo. O treinador não tem jogador machucado, mas também não conta com reforços consideráveis. Dos três contratados dispensados, dois estavam sem condição física e um machucado. O outro nem chegou a ser apresentado. O treinador vai ter encontrar uma formação caseira para se dar bem contra o representante de Roraima, para quem já perdeu por 3 a 1 no Ribeirão, dia 15 deste mês.  

Ila Rabelo reclama de não ter dinheiro em caixa para reforços e cobra o dinheiro prometido pelo governo do Estado para a disputa da Série D. “O problema aqui é dinheiro amigo. Quem vive de promessa não chega a lugar nenhum. Se não temos dinheiro, não contratamos”.