Publicidade
Esportes
Craque

Penarol tem retrospecto positivo contra o Princesa em Itacoatiara

Em casa o Leão da Velha Serpa defende uma invecibilidade de quase uma ano sem derrota no estadual. 04/03/2012 às 15:42
Show 1
Edson Sá é um dos melhores criadores de jogadas no Penarol
André Viana Manaus

A Taça Amazonas, primeiro turno do Campeonato Amazonense, começou há 37 dias. De lá pra cá, muitos ficaram pelo caminho. Só um tabu ainda permanece: a invencibilidade do Penarol. O bicampeão é o time a ser batido. Hoje, às 15h30, em seu estádio, o Floro de Mendonça, o Leão da Velha Serpa recebe o Princesa de Manacapuru, para definir quem avança à decisão para enfrentar o vencedor do clássico Pai e Filho. O duelo acontece quatro dias após o empate de 1 a 1, no estádio Gilberto Mestrinho, na Terra da Ciranda.

Mesmo depois de construir uma campanha quase impecável (seria, se não tivesse empatado quatro partidas), o Penarol precisa vencer para justificar sua bela jornada. Um empate levará a decisão para os pênaltis.

“Vamos vencer. Agora chegou a hora. Neste domingo (hoje) começa a semana que estamos esperando desde o início da temporada. Primeiro, a semifinal contra o Princesa. Depois vem nossa estreia contra o Santa Cruz (PE), pela Copa do Brasil, e, se Deus quiser, na sequência, a primeira partida da final do primeiro turno não Sesi”, decretou o presidente do clube, Daniel Macedo.

O otimismo do cartola do Leão de Itacoatiara tem sua razão. Os números do Penarol dentro de casa - e fora também - são impressionantes. Em seu estádio, o Leão da Velha Serpa só viu a defesa ser vazada duas vezes (na segunda rodada contra o CDC e na oitava, contra o Fast). No Floro, o atual bicampeão amazonense jogou cinco vezes e só empatou uma, em 0 a 0 contra o São Raimundo, na sétima rodada. O que proporciona um aproveitamento de 86%.

Todos no Princesa sabem que a missão de conseguir a classificação em pleno Floro de Mendonça não será fácil. Mas o Tubarão conta com um herói para surpreender: Renato Gladiador. Autor dos dois gols contra o Rio Negro, na última rodada da fase classificatória, que valeram a classificação para a semifinal, o atacante, mesmo sem estar recuperado da contusão no tornozelo esquerdo, que sofreu na partida contra o Galo, diz que vai para o jogo. “Vou estar em campo e vou fazer um ou dois gols. Acertei a trava no primeiro encontro e agora não vou errar. O Penarol é um bom time, mas vai dar Princesa. Chegou nossa hora”, afirma com otimismo.

Foi no dia 13 de maio de 2011 a última derrota do Penarol em uma partida válida pelo Campeonato Amazonense. Ela aconteceu contra o Rio Negro, no Sesi. Em Itacoatiara, o Leão da Velha Serpa não sabe o que é ser derrotado no Estadual desde 9 de março do ano passado. Há quase um ano. “Quero ver a torcida lotar o Floro de Mendonça hoje. Vamos jogar pra ganhar. Temos condiçõe de nos classificar sem a necessidade dos pênaltis”, disse o goleiro e ídolo da cidade,  Rascifran.