Publicidade
Esportes
Craque

Piloto Amazonense volta a brilhar no cenário automobilístico do Brasil

Uma semana depois de conquistar seu melhor resultado na temporada 2012 da Stock Car, um quarto lugar na etapa do Rio de Janeiro, Antonio Pizzonia faturou as duas provas da AutoGP em Curitiba    Jungle Boy Good boy 24/07/2012 às 11:37
Show 1
Antonio Pizzonia se diz realizado como piloto e como pai
Jornal A Crítica Manaus

O piloto Amazonense Antonio Pizzonia volta a brilhar no cenário automobilístico nacional. A felicidade de Pizzonia, porém, não é movida apenas por gasolina e bons resultados, existe outro “combustível”: o amor. O pai de Sofia, de oito anos, fruto do relacionamento com a campeão olímpica do salto em distância Maurren Higa Maggi, está curtindo o novo filho, nascido no fim de maio.

O pequeno Antonio é uma motivação a mais para que o competidor, que disputou 20 GPs na Fórmula 1 entre 2003 e 2005, acelere nas pistas brasileiras. Uma semana depois de conquistar seu melhor resultado na temporada 2012 da Stock Car, um quarto lugar na etapa do Rio de Janeiro, o piloto faturou as duas provas da AutoGP em Curitiba.

Convidado em cima da hora para disputar a rodada brasileira da categoria, que é uma divisão de base da F-1, Pizzonia não deu chances aos adversários. “Não dava para imaginar que seria tão bom, afinal estava há mais de um ano e meio sem correr de fórmula e achei que poderia sofrer um pouco com essa readaptação. Foi um grande desafio para mim e conquistar duas vitórias em duas corridas foi um resultado excelente. Isso aumenta a minha motivação para o restante da temporada”, disse o piloto, que teve sua última experiência em monopostos na extinta Fórmula Superliga e que nos últimos tempos estava se dedicado mais interpretar o clone do guitarrista Slash, ex-Guns N’ Roses, pelo mundo afora.

Largando em terceiro na prova do último sábado, Pizzonia pulou rapidamente para a ponta e conquistou a vitória na pista paranaense. Com o sistema de grid invertido, partiu do oitavo lugar na segunda prova, realizada no domingo. Contando mais uma vez com uma largada excepcional, o piloto da Stock Car pulou para a segunda posição logo na primeira volta e garantiu a vitória imprimindo um ritmo forte após o pit stop, feito na sétima volta.

“Tive a felicidade novamente de fazer uma boa largada. A equipe se atrapalhou na troca de pneus e acabei perdendo cerca de cinco segundos nessa parada. Ao retornar, peguei a pista limpa, tentando virar volta em cima de volta, forçando o máximo possível para encostar no líder. Quando restavam cerca de quatro voltas para o final, ele acabou rodando e eu me aproveitei da situação para assumir a liderança”, contou o piloto após a corrida.

A AutoGP é uma categoria intermediária entre os vários degraus que levam à Fórmula 1. Com motores de cerca de 500 cavalos, ela substituiu em 2010 a Fórmula 3000 Europeia – campeonato que projetou Felipe Massa, o campeão de 2001, à elite do automobilismo. Com o País carente de ídolos na principal categoria do automobilismo mundial, o reaparecimento do amazonense é um bom sinal.