Publicidade
Esportes
Craque

Pior pro Flu! Clássico Vovô termina igual no Engenhão

Tricolor está fora da zona de classificação para as semifinais da Taça Rio. Glorioso perde a ponta do Grupo A, mas é o segundo 01/04/2012 às 20:25
Show 1
Os jogadores Renato (e), do Botafogo e Wellington Nem, do Fluminense
Lance ---

Num jogo de nível técnico ruim, Fluminense e Botafogo empataram em 1 a 1 neste domingo, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Rio. Elkeson abriu o placar, mas Fred empatou na primeira etapa e a igualdade terminou justa.

O resultado foi ruim para o Tricolor, que foi aos sete pontos e terminou em terceiro no Grupo B, atrás de Bangu e Vasco. Já o Botafogo alcançou os 15 pontos e perdeu a liderança do Grupo A para o Flamengo, que venceu o Bangu em Macaé, mas segue na zona de classificação para as semifinais. O Glorioso continua invicto na temporada.

Bom jogo e empate no primeiro tempo

No Botafogo, o técnico Oswaldo de Oliveira não pôde contar com o atacante Loco Abreu com uma contusão nas costas. Herrera entrou em seu lugar. Já pelo lado tricolor, Abel Braga surpreendeu ao escalar o time titular para o jogo e declarou antes da partida: "Nenhum deles pediu para não jogar".

O primeiro grande lance aconteceu aos sete minutos. No cruzamento de Carlinhos, Jefferson falhou e Fred cabeceou com perigo, mas a bola saiu pela linha de fundo. O jogo permanecia movimentado, apesar do desgaste do Tricolor, até que aos 17 minutos, após uma ótima tabela com Andrezinho, Elkeson invadiu a área e bateu de canhota, no ângulo de Cavalieri: 1 a 0.

Apesar do resultado, a partida caminhava equilibrada. O Fluminense apostava nas saídas pelas laterais. Carlinhos ia bem pela esquerda e dava muito trabalho a defesa Alvinegra. Deco mais uma vez dominava o meio-campo. O meia, que esbanja categoria, porém, pisou na bola ao dar um pontapé em Elkeson, que lhe rendeu cartão amarelo.

Nessas investidas pelas laterais, o Fluminense chegou ao seu gol de empate. Wellington Nem driblou Márcio Azevedo e cruzou para Fred, a defesa falhou na cobertura e o artilheiro não perdoou: 1 a 1. Nem foi um dos destaques da primeira etapa. O Botafogo sentiu o gol e não conseguiu encontrar mais o seu jogo.

Apesar de bons jogadores no setor de meio de campo, os times encontram dificuldade de tocar a bola, devido a má qualidade do gramado do Engenhão. Também merece destaque - negativo - o pequeno número de torcedores no Engenhão - cerca de 11 mil pessoas - para prestigiar o clássico.

Jogo cai no segundo tempo, mas Bota quase marca

O Botafogo voltou procurando mais o jogo na segunda etapa. Mesmo mostrando determinação, o time não conseguia criar nada de produtivo. Pelo lado do Fluminense, Thiago Neves era figura apagada dentro de campo. Fred sentiu incômodo na coxa e deu lugar a Rafael Moura.

A primeira boa jogada ocorreu apenas aos 17 minutos. Herrera recebeu de Elkeson e chutou forte, Cavalieri pulou e não achou e a bola explodiu na trave. Andrezinho também sentiu dores na coxa mais uma vez e deu lugar a Jobson. A pequena torcida do Botafogo se animou com entrada do atacante.
 
O Botafogo apostava nas ligações diretas. Jobson, que seria uma boa opção praticamente não recebia a bola. Fellype Gabriel, o homem capaz de levar essa bola ao ataque, pouco aparecia. Já no lado do Fluminense, nada de produtividade também. Para piorar, Deco deu outra pancada e não foi expulso.

Rafael Sóbis entrou no lugar de Nem e ainda deu um chute perigoso e Jefferson defendeu. No fim, o Alvinegro aproveitou o desgaste físico do Fluminense - que voltou da viagem a Venezuela na madrugada de sábado - e sufocou o rival. Herrera, de cabeça, acertou a trave aos 46 minutos. Mas o jogo terminou mesmo em 1 a 1.

O próximo compromisso do Botafogo é na quarta-feira, pela Copa do Brasil, diante do Guarani, em Campinas. Pela Taça Rio, o Glorioso enfrenta no domingo o Friburguense no Engenhão. Já o Fluminense terá a semana livre e só volta a campo no próximo sábado, quando visita o Madureira, na Rua Conselheiro Galvão.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 1 BOTAFOGO

Local: Engenhão, Rio de janeiro (RJ)
Data-Hora: 1/4/2012 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Luiz Claudio Regazonne (RJ)
Renda e público: R$ 217.575,00 / 8.020 pagantes / 11.340 presentes
Cartões amarelos: Deco, Wellington Nem e Edinho (FLU); Elkeson, Marcelo Mattos e Herrera (BOT)
Cartões vermelhos: -
Gols: Elkeson 17'/1ºT (0-1) e Fred 34'/1ºT (1-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Andrezinho (Jobson 19'/2ºT), Fellype Gabriel e Elkeson (Caio 35'/2ºT); Herrera - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Valencia (Edinho 42'/1ºT), Jean, Deco e Thiago Neves; Wellington Nem (Rafael Sobis 35'/2ºT) e Fred (Rafael Moura 16'/2º T) - Técnico: Abel Braga.