Publicidade
Esportes
UFC 198

Radicado no Amazonas, Ronaldo Jacaré enfrenta Vitor Belfort neste sábado (14)

Ronaldo Jacaré fala com o ACritica.com sobre o combate histórico contra Vitor Belfort, na Arena da Baixada 13/05/2016 às 09:15 - Atualizado em 13/05/2016 às 16:03
Show jacare03
Jacaré se mostra confiante para a luta contra Belfort (Foto: Divulgação)
Thaissa Cordeiro Manaus-AM

A Arena da Baixada deverá receber sua capacidade máxima na noite deste sábado (14), mas com um público diferente. O estádio de Curitiba-PR será palco do UFC 198. Com presença confirmada no primeiro evento fora do ‘habitat’ das lutas no Brasil, o capixaba radicado no Amazonas Ronaldo Jacaré, de 36 anos, enfrentará o experiente e idolatrado Vitor Belfort, num duelo que vale vaga na disputa de cinturão do peso médio (até 84kg) da maior organização de MMA do mundo.

Com a comprovação do doping do cubano Yoel Romero, o brasileiro tem chances reais de disputar o cinturão da categoria. A última derrota do capixaba foi justamente para o cubano, no UFC 194, realizado no dia 12 de dezembro de 2015. 

No papo exclusivo com a equipe de esportes do portal ACRITICA.COM, Jaca falou sobre o confronto contra o oponente da vez, o cinturão dos médios e uma nova chance no UFC, a ‘Era Jacaré’. Confira:

Como foi seu corte de peso pra luta?
Está sendo tranquilo. Ainda faltam alguns quilinhos, mas até sexta já estarei pronto para bater 84kg. Tenho um excelente acompanhamento profissional para não sofrer nesse processo de corte de peso.

Como foi seu trabalho psicológico pra enfrentar o Belfort? 
Tranquilo, estou pronto para vencer o Vitor Belfort. Corpo bem, cabeça boa... vamos à guerra!

Qual será sua 'arma' para vencê-lo?
Minha arma para vencê-lo é fazer o meu jogo, como sempre fiz. Vou para cima, vou buscar a vitória o tempo inteiro, seja por nocaute ou por finalização. Eu serei o vencedor!

A Arena da Baixada vai ser o primeiro estádio de futebol a realizar uma edição do UFC, no Brasil. Como você avalia isso? 
Fico muito feliz e honrado por estar nesse card. Vai ser inesquecível! Já estou ansioso para entrar no estádio e ver a galera gritando meu nome, fazendo o gesto com as mãos da boca do Jacaré... 

Você já é conhecido e tem muitos fãs, mas como é pra você lutar em um evento mais popular? Você acredita que isso vai alavancar ainda mais sua carreira?
Com certeza! Estou muito feliz com minha carreira, mas quero mais. Quero ser campeão do UFC, e assim será. Me dedico 24h por dia por isso.

Você teria preferência em fazer uma revanche contra Rockhold (detentor do  cinturão dos médios do UFC, o norte-americano tirou o cinturão de Jacaré no Strikeforce) ou prefere outro adversário?
Essa luta (contra Rockhold) já era para ter acontecido, temos algo para resolver ainda. Não tenho preferência, mas, caso aconteça, ficarei feliz. (risos).

Como você vê os brasileiros no peso-médio, depois de tanto tempo dominado pelo Anderson Silva e agora, com americanos no posto?
Logo isso vai terminar e começará a 'Era Jacaré' na categoria.

Você tem algum palpite para Werdum x Miocic? 
Vitória do Werdum. Estarei na torcida!

Você é muito querido em Manaus. Tem algum recado para seus torcedores?
Quero mandar um beijo para todo povo de Manaus, que eu sei que é muito fã de MMA. Conto com a torcida de todos vocês. Vamos vencer e partir juntos rumo ao cinturão! Quero todo mundo na torcida!