Publicidade
Esportes
Decisão

Rio Negro e Fast fazem primeira final do Barezinho nesta sexta (1º)

Galo e Rolo Compressor realizam, nesta sexta-feira (1º), o primeiro jogo das finais do Amazonense de Juniores. Por ter melhor campanha, o Tricolor de Aço tem a vantagem de dois empates 01/09/2017 às 11:00
Show ga
Com melhor ataque, Rio Negro tenta quebrar vantagem do Fast (Foto: Anderson Silva/Sejel)
Denir Simplício Manaus (AM)

Setembro inicia com decisão no futebol de base do Amazonas. Rio Negro e Fast Clube fazem, às 20h de hoje, no estádio Jornalista Carlos Zamith, na Zona Leste da capital, a primeira partida das finais do Estadual de Juniores 2017.

Com melhor campanha no campeonato, os garotos do Tricolor de Aço jogam por dois empates para assegurar o título. Para os meninos do Galo da Praça da Saudade só a vitória interessa. “Vamos manter nossa maneira de jogar e vamos tentar aumentar nossa vantagem”, afirmou o treinador do Fast Darlan Borges, que dos últimos sete torneio da categoria Sub-20 chega a sua sexta decisão.

“Temos de ter atenção redobrada com atacantes velozes que eles têm, até porque temos a vantagem e precisamos ter bastante cautela na partida para não sermos surpreendidos”, analisou Borges, que não poderá contar com o meia Caio. O camisa 10 do Tricolor sentiu fisgada na coxa no triunfo da semifinal sobre o Nacional (3 a 1, inclusive marcando um dos gols) e está fora do primeiro confronto da decisão.

Números da decisão

Galo e Rolo Compressor fazem o duelo do melhor ataque com o da melhor defesa do torneio. O Rio Negro marcou 40 gols até aqui no campeonato, sendo que o meia-atacante Patrick é o artilheiro da equipe, com 9 gols, e ainda pode superar a marca de Dhones, do Princesa, que balançou as redes por 12 vezes no Barezinho 2017.

Por outro lado, a zaga fastiana é um dos pontos fortes do Rolão. Foram apenas 15 gols sofridos nos 16 jogos até a decisão de hoje, menos de um gol por jogo. “Venho pensado nesse jogo todos os dias. Vamos por em prática o que a gente trabalhou, o que fizemos durante todo o campeonato. Vamos viver o jogo e dar nosso melhor pra que a gente possa sair da partida sem tomar gols, que é o nosso objetivo”, disse o zagueiro Fernando, que volta à defesa do Fast após cumprir suspensão diante do Naça.

Fernando (esquerda) volta a fazer dupla com Thiago na zaga do Fast (Foto: Emanuel Siqueira)

Nos dois confrontos na fase de classificação, só deu Fast sobre o Galo. No entanto, foram jogos com placar apertado, ammos terminados em 2 a 1 à favor do time de Darlan Borges.

“Vamos com cautela pra esse jogo porque sabemos que não podemos tomar gol. É um jogo de 180 minutos e temos de ter calma nesses dois jogos, sabendo dosar ataque e defesa pra poder reverter a vantagem do Fast e jogar com o resultado no segundo jogo”, comentou o treinador do Rio Negro, José Ribamar, confiante no ataque do Galo diante da boa defesa do Tricolor.

“Temos um ataque forte em que muitos jogadores fazem gols. Claro que vamos pro jogo preocupados em não tomar gols, mas pensando em fazer gols também”, ponderou Ribamar, que não contará com o zagueiro Erick no primeiro duelo das finais do Barezinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Rio Negro e Fast Clube voltam a se enfrentar no dia 8 de setembro, próxima sexta-feira, às 20h, na Arena da Amazônia, na segunda e decisiva final do Barezinho 2017.