Publicidade
Esportes
FUTEBOL

Rio Negro vence Princesa por 4 a 0 em jogo da semifinal do Amazonense de Juniores

O Galo da Praça abriu boa vantagem contra o time de Manacapuru. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (25) 19/08/2017 às 17:20 - Atualizado em 19/08/2017 às 17:20
Show rn1
Foto: Evandro Seixas
Camila Leonel Manaus (AM)

O Rio Negro abriu uma boa vantagem contra o Princesa do Solimões no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Amazonense de Futebol Juniores Sub20, o “Barezinho”, ocorrido na tarde deste sábado (19) no estádio Ismael Benigno, Zona Oeste de Manaus. O Galo da Praça da Saudade venceu por 4 a 0, com gols de Vitinho, Gabriel Renan, Patrick e Gustavo. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (25) no estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru, para o jogo da volta.

O jogo

A partida começou disputada, principalmente no meio campo. O Rio Negro, com uma linha de quatro na defesa não deixava o Princesa entrar na área, e isso acabou forçando Sioney a chutar de fora da área aos oito minutos de jogo. A bola passou por cima do gol.

Do outro lado, a mesma situação: defesa bem postada e dificuldade para o Rio Negro chegar na área. Com isso, as melhores chances foram de bola parada. Aos 20 minutos, Vitinho cobrou falta e o goleiro Diego foi buscar no canto esquerdo. A defesa deu um escanteio ao Rio Negro que cobrou com Elienay. Vitinho, no meio da área cabeceou para fazer o gol. Rio Negro 1 a 0. Na comemoração, homenagem ao jogador do Galo, Alexandre,morto no mês passado.

Com o gol, o Princesa se lançou mais ao ataque, mas a defesa do Galo garantia a vitória. O Rio Negro ainda teve a chance de ampliar, mas Gabriel Renan errou o voleio após receber cruzamento da direita.

O Galo aumentou a vantagem aos quatro minutos do segundo tempo após jogada de Maciel pelo lado direito. Ele rolou para Gabriel Renan, que sozinho, só fez empurrar para o gol. O terceiro gol veio aos 20, após o goleiro Diego derrubar Gabriel na área. Pênalti. Patrick cobrou e fez Rio Negro 3 a 0.

A torcida do Galo que compareceu à Colina ainda vibrou novamente, mas não foi com um gol do Rio Negro. Aos 22 minutos, o juiz marcou pênalti a favor do Princesa. Judá cobrou,as Marcelo defendeu. O Rio Negro ainda aumentou a contagem aos 47 com Gustavo, de pênalti.