Publicidade
Esportes
Craque

'RobGol' garante segunda vitória do Operário (AM)

Sapão superou a pressão da torcida do São Raimundo e derrotou o adversário em casa, nesta quarta-feira (01). A partida foi válida pela segunda rodada do Campeonato Amazonense 02/02/2012 às 09:15
Show 1
Robemar comemora com os companheiros
Lorenna Serrão ---

O Operário ignorou a pressão da torcida do São Raimundo e venceu de virada os donos da casa por 3X2, nesta quarta-feira (01), no estádio Ismael Benigno – Colina, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Amazonense, Série A.

Desde os primeiros minutos o Sapão mostrou que ia fazer de tudo alcançar a vitória e não se intimidou com os gritos de guerra da torcida adversária. E o São Raimundo teve que contra-atacar.

Aos 5 minutos, surgiu uma grande chance para o Tufão, Washington perdeu um lance incrível, de frente com o goleiro ele teve tudo para abrir o placar, mas a bola passou por cima da trave para o desespero do público e do treinador Sérgio Duarte.

Mas aos 18 minutos, o atacante do São Raimundo teve a oportunidade de se redimir e desta vez não desperdiçou. Em um lance na pequena área ele deu apenas um toque leve na bola que encobriu o goleiro e foi parar no fundo da rede. Tufão 1 x 0 Operário.

Depois disso ninguém conseguiu segurar Washington, a “super estrela” da torcida azul e branco, que entoava o coro “Washington, o terror!”. O camisa nove do Tufão soube agradecer, aos 24 minutos depois da cobrança de escanteio de Fiti, marcou mais um para o São Raimundo.

Aos 36 ainda da primeira etapa, foi à vez de Grow desperdiçar uma grande chance. Sozinho com o goleiro o camisa dois  chutou fraco e a bola passou pela frente do gol do Operário e não entrou.

Segundo tempo
O Operário dominou de vez a partida e o São Raimundo apenas assistiu o adversário a jogar e acabou sofrendo três gols.

Aos nove minutos, o árbitro Celso Mota Resende, marcou um pênalti a favor do Sapão. De acordo com o juiz Toró teria sido derrubado na pequena área, o São Raimundo contestou, mas não adiantou. Robemar cobrou e diminuiu para o Operário.

Igor Gaucho na tentativa de parar Vidinha cravou uma falta. Magno cobrou, o goleiro Paulo Galvão rebateu a bola e no rebote Robemar marcou e deixou tudo igual na Colina.

Já nos acréscimos, mais um pênalti para o Operário, a torcida do São Raimundo ficou revoltada, no campo Fiti foi reclamar e acabou expulso. Robemar cobrou e fechou o placar para o Sapão que alcançou a segunda vitória e segue 100% no torneio.

Para o técnico do São Raimundo, Sérgio Duarte, a arbitragem prejudicou a equipe.

“Nós precisamos ter uma arbitragem mais inteligente no Amazonas, caso contrário o trabalho que os clubes realizam não valerá nada, o que o Celso fez hoje não tem explicação, nós acabamos tendo uma derrota inesperada, teve algo a mais que futebol aqui”, comentou Duarte.

O treinador do Operário, Marcos Francisco, elogiou o adversário e disse estar bastante satisfeito com a sua equipe.

“Fico feliz com o resultado, nós sabíamos da dificuldade que teríamos aqui jogando com uma equipe de qualidade como o São Raimundo, mas graças a Deus com determinação, força e vontade e obediência tática alcançamos a vitória”, concluiu Francisco.

Ficha técnica

São Raimundo x Operário

Estádio: Ismael Benigno (Colina)

Renda: R$ 4.110

Público Pagante: 461

Árbitro: Celso Mota Rezende

Assistente 1: Jeová Rodrigues dos Santos

Assistente 2:  Anne Kesy Gomes de Sá

Gols: Washington aos 18 e aos 26 do primeiro tempo. Robemar aos 9, 40 e 49 do segundo tempo

São Raimundo: Paulo Galvão, Grow, Magno, Elton, Rondineli, Fiti, Felipe, Igor Gaucho, Washington, Luiz Carlos, Mauricelio. Téc.: Sérgio Duarte

Operário: Stanley, Valtinho, Greg, Tiago Brandão, Américo, Aílton, Nilsão, Vidinha, Robemar, Toró, Maikon. Téc.: Marcos Francisco