Publicidade
Esportes
Craque

Ronaldinho Gaúcho tem nome publicado no BID e já pode estrear pelo Atlético-MG

O jogador foi registrado junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) nesta quarta-feira 06/06/2012 às 14:09
Show 1
R10 posa com a camisa do Galo durante treino
Uol/ Esporte ---

O meia-atacante Ronaldinho Gaúcho já pode, enfim, estrear pelo Atlético-MG. O jogador foi registrado junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) nesta quarta-feira.

Devido ao atraso na liberação da documentação por parte da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Ronaldinho não pôde ser inscrito na CBF a tempo de estrear pelo Atlético diante do Bahia, nesta quarta-feira, às 20h30, no Independência, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

A diretoria do Atlético atribuiu à Ferj, que liberou a documentação somente nesta quarta-feira, a responsabilidade por Ronaldinho não ter sido legalizado para o jogo com o Bahia. Com isso, a estreia do jogador deverá ocorrer fora de casa, no próximo sábado, contra o Palmeiras, às 21h, no Pacaembu, pela quarta rodada do Brasileirão.

A quarta-feira era o último prazo para que o Atlético legalizasse a situação de Ronaldinho Gaúcho e ele pudesse estrear contra o Palmeiras, uma vez que a CBF não terá expediente na quinta, feriado de Corpus Christi, e sexta-feira.

Apresentado na segunda-feira passada, Ronaldinho Gaúcho treinou normalmente na Cidade do Galo nos dois últimos dias e está concentrado com o grupo atleticano desde o início da tarde desta terça-feira. Mesmo impedido de enfrentar o Bahia, o jogador dormiu no centro de treinamentos do clube mineiro.

Depois de entrar na Justiça e obter liminar para rescindir contrato com o Flamengo, alegando atraso no pagamento de salários e no recolhimento de parcelas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), Ronaldinho Gaúcho assinou contrato com o Atlético até o final da temporada. O clube rubro-negro recorreu da decisão.