Publicidade
Esportes
Craque

Ronaldinho Gaúcho viaja a Belo Horizonte para negociar acordo com Atlético-MG

Segundo apuração do Uol Esporte, o craque tem companhia de um de seus advogados e conversa com o presidente Alexandre Kalil e o diretor de futebol Eduardo Maluf sobre detalhes do contrato 04/06/2012 às 13:52
Show 1
Ronaldinho
Uol/ Esporte ---

O Atlético-MG está perto de um acerto com Ronaldinho Gaúcho. O ex-jogador do Flamengo viajou para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, para ouvir a proposta do Atlético-MG. Segundo apuração do Uol Esporte, o craque tem companhia de um de seus advogados e conversa com o presidente Alexandre Kalil e o diretor de futebol Eduardo Maluf sobre detalhes do contrato. Eles almoçaram nesta segunda-feira na Cidade do Galo, centro de treinamento do clube.

O problema para um acerto rápido é a ausência de Roberto de Assis, seu irmão e empresário. A negociação só será concluída com a presença do agente. Entretanto, o Atlético-MG confia em fechar a contratação de Ronaldinho ainda na tarde desta segunda.

Na última quinta-feira, Ronaldinho Gaúcho entrou na Justiça contra o Flamengo pedindo a rescisão do seu contrato trabalhista em função de atrasos salariais. Ele cobra dívidas de 13º salário, direitos de imagem e fundo de garantia que totalizam, segundo seus advogados, R$ 40,177 milhões.

O departamento jurídico rubro-negro diz que os valores são irreais e já adiantou que prepara um “tiro de canhão” na esfera judicial contra Ronaldinho e o empresário Assis. Entre as provas, há um dossiê de indisciplinas, algumas delas jamais levadas ao público, que será usado para mostrar a falta de comprometimento do jogador com o clube.

Em entrevista neste domingo ao Fantástico, Ronaldinho negou a falta de comprometimento no clube da Gávea e explicou o motivo do fim da parceria com o Fla. “A gota d’água acho que foi o acúmulo de vários meses sem receber. Às vezes atrasava alguns dias, às vezes dois meses, às vezes algumas semanas”.

O diretor de futebol do Flamengo Zinho deu declarações de que o meia-atacante chegou a um treinamento visivelmente cansado e sem condições físicas para trabalhar, impedindo o jogador de treinar. Ronaldinho negou as acusações. “Não aconteceu. Quase sempre estive treinando, participei de quase todos os jogos. Cheguei cansado, como todos os atletas às vezes, mas nunca cheguei sem condições de treinar por causa de balada”.

O astro também negou a máxima de que ‘fingem que me pagam e finjo que jogo’.  “Foi uma coincidência e azar, a gente começou a perder na época em que as coisas não estavam bem (fora de campo). Sempre fui profissional, em todos os clubes que eu passei, acho que as pessoas falariam que eu não estava sendo profissional”, disse.