Publicidade
Esportes
Craque

Santos aposta em supremacia contra bolivianos e invencibilidade na Vila para eliminar o Bolívar

Em 19 jogos disputados em toda história, os brasileiros venceram 15 e perderam apenas quatro – duas delas na Libertadores deste ano (The Strongest 2 a 1; Bolívar 2 a 1) 10/05/2012 às 15:06
Show 1
Santos disputou 19 jogos contra times bolivianos, venceu 15 e perdeu apenas quatro
Uol/ Esporte ---

Além de Neymar, Ganso e companhia, o Santos confia em bons retrospectos para reverter à vantagem do Bolívar nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Em La Paz, os bolivianos venceram por 2 a 1.

Apesar da desvantagem, o Santos tem motivos de sobra para ser temido pelo Bolívar. Isso porque, a equipe santista possui uma supremacia contra times bolivianos. Em 19 jogos disputados em toda história, os brasileiros venceram 15 e perderam apenas quatro – duas delas na Libertadores deste ano (The Strongest 2 a 1; Bolívar 2 a 1). Antes disso, o Santos só havia perdido para o Bolívar por 4 a 3 em 2005 e San José por 2 a 1 em Oruro.

Além da supremacia contra os bolivianos, os santistas, que cogitavam mandar o jogo de volta no Pacaembu, escolheram o “caldeirão da Vila Belmiro” para reverter à desvantagem, pois possuem 100% de aproveitamento em seu estádio nesta temporada.

O Santos atuou dois jogos na Vila pela Libertadores deste ano - vitórias por 3 a 1 diante do Internacional e por 2 a 0 contra o The Strongest, da Bolívia. Em 14 jogos como mandante, o Santos atuou apenas sete em seu estádio em 2012. A equipe santista mandou diversos jogos no interior de São Paulo, já que a Vila foi reaberta apenas em março devido à reforma no gramado.

Para o duelo decisivo contra o Bolívar, o técnico Muricy Ramalho poderá contar com o goleiro Rafael, que está recuperado de entorse no ligamento colateral medial do joelho direito e volta ao gol na vaga de Aranha, titular na vitória contra o Guarani por 3 a 0, válida pelo primeiro jogo da final do Campeonato Paulista.

O treinador faz mistério em relação ao titular da lateral direita. Henrique, que jogou improvisado na posição contra o Guarani, pode ser mantido no setor. Com isso, Adriano continua formando dupla de volantes com Arouca, e Maranhão volta para o banco de reservas.

Como marcou um gol na casa do Bolívar, o Santos precisa vencer apenas por 1 a 0 para se classificar. No entanto, caso sofra um gol na Vila, os santistas precisarão vencer por mais de dois gols de diferença. Vitória de Neymar e companhia por 2 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

O Bolívar está confiante para o duelo após vencer na altitude de 3660m acima do nível do mar, em La Paz. Além disso, o técnico Guillermo Hoyos aposta no retrospecto da equipe na Libertadores, já que os bolivianos marcaram gols fora de casa em todos os jogos.

A principal arma do Bolívar é o atacante Campos, que marcou dois gols de falta na partida de ida. Em contrapartida, o camisa 9 não terá seu parceiro de ataque – Willian Ferreira, que só atuou 15 minutos da partida de ida e não está recuperado de uma lesão muscular.

FICHA TÉCNICA: SANTOS X BOLÍVAR

Data: 10/05/2012
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Transmissão na TV: Fox Sports
Árbitro: Martin Vazquez (URU)
Assistentes: Carlos Pastorino (URU) e Carlos Changala (URU)

SANTOS
Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan; Adriano, Arouca, Elano e Ganso; Neymar e Alan Kardec.
Técnico: Muricy Ramalho.

BOLÍVAR
Marcos Arguello; Rodríguez, Frontini e Valverde; Álvarez, Flores, Cardozo, Campos e Lizio; Arce e Cantero.
Técnico: Guillermo Hoyos.