Publicidade
Esportes
Campeonato Paulista

Santos vence o Audax e mantém a supremacia no Campeonato Paulista

Equipe comandada por Dorival Júnior vence por placar magro, mas garante o bicampeonato do estadual. 08/05/2016 às 21:24
Show santos
Jogadores comemoram mais um título do Campeonato Paulista. Foto: Reprodução Santos FC.
ACRITICA.COM São Paulo.

O Santos não deu chances para a zebra. O alvinegro derrotou o Audax por 1 a 0 e conquistou o bicampeonato na Vila Belmiro. Com gol de Ricardo Oliveira, o time mostrou porque fez oito anos finais consecutivas no Campeonato Paulista. O time de Osasco ainda teve duas bolas na trave no jogo, mas ficou com o vice-campeonato da competição.

O JOGO

Pela primeira vez em uma final do estadual, o Audax foi pra cima do Santos, em um minuto de jogo, após bela triangulação na área, o atacante Ytalo chutou de longe, assustando o goleiro Vanderlei.  A equipe do interior apostava na forte marcação diante do alvinegro.

A primeira oportunidade do Santos na partida veio com Gabriel, o atacante recebeu de Victor Ferraz, tentou escolher o canto, mas Sidão defende sem perigo o ‘recuo’ do santista.

Com mais posse de bola, o Audax mostrou perigo com jogadas fora da área. Primeiro com Tchê Tchê, que chutouu pro gol e a bola passou rente a trave. Em seguida, o time de Osasco mostrou perigo com Juninho, e Camacho completou a fase de ‘sustos’ na torcida adversária.

Apostando no contra-ataque, o Santos conseguiu o gol com Ricardo Oliveira. Vitor Bueno lançou o atacante, que mesmo marcado por três, conseguiu aplicar uma ‘caneta’ em Bruno Silva e fazer o único gol da partida, para delírio da torcida presente.

No segundo tempo, o Audax continou com a mesma pegada Velicka cobrou falta, obrigando Vanderlei espalmar, no rebote, o goleiro evitou o chute de Ytalo. A posse de bola depois de levar o gol foi ainda maior e o Santos tentava ampliar a vantagem no contra-ataque.

O Audax teve a oportunidade de empatar a partida na Vila Belmiro, dessa vez com Ytalo, de cabeça o jogador cabeceou a bola no travessão. A última boa jogada da partida veio com o Santos. Victor Ferraz tocou para Ronaldo Mendes, que sozinho, de frente pro gol, mandou a bola pra cima da meta de Sidão.