Publicidade
Esportes
Craque

Santos 'investiga' informante dentro do clube e aumenta sigilo em negociações

Dirigentes e comissão técnica, inclusive, acreditam que detalhes sobre negociações por reforços no Santos são revelados à imprensa por um funcionário do clube ligado ao presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro 18/07/2012 às 11:03
Show 1
Comissão técnica do Santos está insatisfeita com informações "vazadas" sobre reforços
Uol/ Esporte ---

A diretoria do Santos optou por reuniões secretas nesta semana para tentar reforçar o elenco. O motivo do sigilo nas reuniões do Comitê de Gestão do clube é evitar que informações vazem na mídia e desperte a concorrência dos rivais.

Dirigentes e comissão técnica, inclusive, acreditam que detalhes sobre negociações por reforços no Santos são revelados à imprensa por um funcionário do clube ligado ao presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro e, por isso, realizam investigações internas para descobrir o informante.

Além de atrapalhar as negociações com possíveis reforços do Santos, a comissão técnica desconfia que informações equivocadas sobre o diagnóstico médico do meia Paulo Henrique Ganso saíram pelo mesmo informante.

Há duas semanas, jogador e departamento médico do clube foram surpreendidos com noticias na mídia afirmando que Ganso seria operado novamente e corria risco de corte na seleção brasileira que disputará os Jogos Olímpicos.

No entanto, o estopim para os dirigentes santistas foi a transação com o atacante Matínez, do Vélez Sarsfield, da Argentina. Após a noticia vazar na mídia, o Corinthians manifestou o interesse pelo jogador, “atravessou” o Santos e fechou com o argentino.

Se não bastasse, a pressão em cima da diretoria santista aumentou devido à dificuldade no mercado para encontrar um “plano B”. Isso porque, o clube só tem mais dois dias para repatriar jogadores que atuam no futebol europeu, já que a janela de transferências internacionais para a chegada de atletas ao Brasil fecha na próxima sexta-feira.

Além de Martínez, o Santos perdeu o atacante Romarinho para o arquirrival. O Bragantino, que detém parte dos direitos econômicos do jogador, deu prioridade aos santistas na transação, mas o clube de Parque São Jorge entrou na disputa pelo jogador ao saber do interesse do alvinegro praiano e contratou o atleta.

O UOL Esporte entrou em contato com a diretoria santista para falar sobre o informante, mas foi avisado pela secretária do clube que os dirigentes estavam o dia todo em reunião.