Publicidade
Esportes
Craque

São Raimundo (AM) está preocupado com o risco de lesões entre os jogadores

O meia, improvisado na lateral, Felipe Cristiano voltou a sentir dores na virilha e no púbis, mas nada, segundo ele, que o tire do duelo contra o Iranduba na quarta-feira 08/05/2012 às 08:42
Show 1
Primeiro confronto entre São Raimundo e Iranduba foi marcado pelo jogo truncado
Jornal A Crítica Manaus

No São Raimundo, o sinal de alerta está ligado em razão do risco de lesões. Alguns jogadores não produziram o desejado nos coletivos de nesta segunda-feira (07) em função de dores. O meia, improvisado na lateral, Felipe Cristiano voltou a sentir dores na virilha e no púbis, mas nada, segundo ele, que o tire do duelo contra o Iranduba na quarta-feira (09).

“Senti um incômodo no treino de hoje (ontem), mas que não vai me tirar do jogo”, afirmou o jogador mineiro. O setor ofensivo do Tufão também está avariado. Washington saiu do treino ontem com dores no joelho esquerdo.

O companheiro de ataque, Clailson também sentiu dores no tornozelo esquerdo. Os problemas preocupam, porém, o que mais está tirando os jogadores do sério é o atraso no pagamento dos salários. Ontem, seria dia da diretoria quitar com os jogadores 60% restantes do mês março, que venceu dia 10 de abril. O salário do mês de abril vence depois de amanhã, um dia após a semifinal contra o Iranduba.

A partida entre Tufão e Iranduba confronta técnicos de origem lusitana e que gostam de jogar praticamente no mesmo esquema, com alas avançados cruzando para área, ou fazendo a ligação com o meio de campo. E foi justamente isso que o treinador do Tufão, Luis Miguel Oliveira, trabalhou no coletivo de dois tempos realizado ontem na Colina, São Raimundo, Zona Oeste. No segundo tempo, Gro, um lateral de origem, substituiu Felipe Cristiano.

“O grupo está comprometido com o clube e com o treinador. A gente assimila as orientações dele (Miguel) e tenta reproduzir isso em campo. A expectativa é boa”, garantiu Gro.