Publicidade
Esportes
Craque

Seleção Brasileira vence Japão com autoridade

Nesta terça-feira, na Polônia, o time do técnico Mano Menezes goleou o Japão por 4 a 0. Paulinho, Neymar (dois) e Kaká marcaram os gols do Brasil 16/10/2012 às 11:11
Show 1
Kaká marcou o 4º e último gol do Brasil contra o Japão
CBF ---

Mais uma atuação para ninguém colocar defeito na Seleção. Defesa sólida, meio-campo combativo e ataque eficiente. Nesta terça-feira, na Polônia, o time do técnico Mano Menezes goleou o Japão por 4 a 0. Paulinho, Neymar (dois) e Kaká marcaram os gols do Brasil.

Tem sido a toada da Seleção Brasileira em 2012. Marcação forte desde a saída de jogo adversária, manutenção da posse de bola e efetividade na frente do gol. Foi exatamente assim que o time de Mano Menezes comandou a partida contra o Japão desde o início do primeiro tempo. Com menos de 15 minutos, Paulinho acertou um belo chute de fora da área e abriu o placar.

O volante quase marcou outro gol antes de o Brasil ampliar com Neymar. Kaká fez boa tabela com o lateral-direito Adriano, entrou na área e o juiz marcou pênalti. O camisa 11 bateu com a força e eficiência de sempre e fez 2 a 0 para a Seleção.

Dono da partida, o Brasil viu o seu goleiro ser testado algumas vezes na primeira etapa, mas Diego Alves esteve bem em todos os lances. E ainda antes de sair para o intervalo, o ataque da Seleção mostrou mais uma vez que está esbanjando categoria. Neymar trabalhou com Kaká, que tocou com categoria para o gol, mas a bola bateu caprichosamente na trave.

Sem alterações na equipe na volta para o segundo tempo, o time do técnico Mano Menezes continuou dominando as ações da partida. Tanto que não demorou para Neymar ampliar o placar. No primeiro escanteio para o Brasil no jogo, o camisa 11 dominou bonito no peito, escorregou na hora do chute, mas contou com a sorte e viu a bola ir parar do fundo das redes após desviar no zagueiro japonês.

Quando Mano Menezes já preparava a primeira substituição da Seleção, Giuliano entraria no lugar de Hulk, Neymar lançou Kaká em velocidade pela esquerda. Na sua principal característica, assim como já havia feito contra o Iraque, o camisa 8 arrancou, passou pelo zagueiro e bateu cruzado para fechar o placar. 4 a 0 Brasil.