Publicidade
Esportes
Craque

Sem competição, presidente do Penarol diz que clube está no limite

Penarol está há quase um mês treinando, mas a Série D do brasileiro está suspensa pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) 04/06/2012 às 18:52
Show 1
Daniel Macedo, presidente do Penarol
Acritica.com Manaus (AM)

O Presidente do Penarol, Daniel Macedo, disse que, sem competição é impossível segurar um elenco. Daniel está preocupado com a situação da Série D que está embargada pela Justiça Desportiva e já era para entrar na terceira rodada.

O time tem um elenco e uma comissão técnica que trabalha desde o início do mês passado, mas como o adiamento da competição, a diretoria está em apuros parta pagar os salários, pois, nem amistoso pode realizar devido à falta de um estádio em condições de abrigar um bom público.

“Quando chega o dia do vencimento do salário o atleta quer receber porque está no direito dele. Nós não temos condições de ficar um ou dois meses só pagando salários. Temos de jogar para fazer dinheiro”, disse Daniel Macedo.

Nesta terça-feira um grupo de dirigentes da Série C vai ao Rio de Janeiro para se reunir com a direção da CBF no sentido de agilizar o início das duas competições, mas Daniel Macedo afirmou que o Penarol não foi convidado.

“O que sabemos foi pela imprensa. Mas estamos esperando que eles definam o mais rápido possível, porque já está ficando insuportável”, afirmou.

Dirigentes vão à CBF

Amargando prejuízos da ordem financeira com o atraso do início das séries C e D do Campeonato Brasileiro, dirigentes de clubes irão na tarde desta terça-feira a cidade do Rio de Janeiro, precisamente a sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para reivindicar uma solução para o atraso da competição.

Três dias do início das competições, prevista para o dia 26 de maio, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) acatou uma liminar do Santo André e suspendeu o início das competições.

O presidente do Fortaleza, Osmar Baquit é um dos mais empenhados no encontro, já está no Rio de Janeiro, onde se reuniu na manhã desta segunda-feira com o experiente advogado Osvaldo Sestário Filho, quando trataram do assunto de forma mais amiúde. Os dois buscaram a melhor forma de se dar um fim a esse imbróglio, que está trazendo prejuízos incalculáveis aos clubes das Séries C e D.

Segundo Baquit, todos os presidentes de clubes da Série C foram contatados, e a tendência é que os dirigentes dos vinte clubes compareçam ao encontro dessa terça feira-feira, na sede da CBF, em busca de uma solução imediata para o rumoroso caso. Porém, alguns clubes alegam que não foram convidados.

Agilizar

Um dos clubes que não foi convidado para a reunião desta terça-feira foi o Brasil de Pelotas. Mesmo assim, de acordo com o advogado do clube, André Araújo, o encontro poderá agilizar o início da competição.

"Estamos esperando o resultado desta reunião. Mesmo sem saber exatamente o que será discutido, acredito que o que for definido no encontro poderá agilizar o início da Série C do Brasileiro", ressaltou.