Publicidade
Esportes
Craque

Séries C e D do Brasileirão podem mudar

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebeu das 27 Federações de Futebol de todo Brasil, uma proposta de mudança nas Séries C e D do Campeonato Brasileiro  03/05/2012 às 08:45
Show 1
Clubes como Nacional e Penarol podem expandir o calendário a partir de 2014
Jornal A Crítica Manaus

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebeu das 27 Federações de Futebol de todo Brasil, uma proposta de mudança nas Séries C e D do Campeonato Brasileiro.

Hoje deficitária e com as despesas pagas pelos clubes, as novas competições que passariam a ser disputadas a partir de 2014, teriam o incentivo da CBF, com o pagamento das despesas de viagem e hospedagem dos clubes.

A ideia é reunir na Série C os quatro rebaixados da Série B, os 27 campeões estaduais e uma equipe por índice técnico. No caso de a Federação ter equipes nas divisões maiores como A e B, o escolhido seria de acordo com a classificação dos demais clubes.

Na Série D, a escolha seria pelo segundo colocado no Estadual, mais os quatro rebaixados da Série C e um por índice técnico.  Hoje a Série C é disputada por 20 clubes. A Série D tem a participação de 40 clubes e tem a promessa de uma ajuda financeira por parte da nova diretoria da Entidade.

Caso seja aprovado, o Amazonas terá em 2014 uma equipe em cada Série, com possibilidade de chegar à Série B em 2015. Com a mudança, o clube só se garantirá nas competições se for campeão ou vice em seu estado, ou, em caso de subir da Série C para Série B.

O diretor da Federação Amazonense de Futebol, FAF, Ivan Guimarães, disse que a proposta partiu das Federações e a diretoria da CBF prometeu estudar.

“Não pode ser feita a mudança para esse ano, porque o Estatuto do Torcedor não permite uma mudança nas competições com menos de dois anos para a adaptação”, disse Ivam.

Fransico Grana, um dos colaboradores do Penarol - equipe que vai representar o Amazonas na Série D deste ano - disse que, em caso da conformação por parte da CBF, não valerá à pena investir neste ano, pois o investimento terá de ser feito no Amazonense do ano que vem.

“Vamos aguardar. Se for confirmado, a minha opinião é que mudamos o foco do investimento. Mas o Penarol tem uma diretoria”.