Publicidade
Esportes
Craque

Técnico do Fast faz aniversário e quer título de presente

“Para ser completo eu queria uma vitória do meu time de coração amanhã (hoje), em Portugal, Benfica. Também quero uma vitória nossa, no sábado, contra o Nacional e, claro, o título”, contou Morgado 02/03/2012 às 08:14
Show 1
Paulo Morgado não fez festa, mas sabe muito bem o presente que quer
Jornal A Crítica Manaus

Após deixar o campo do Sesi na primeira partida da semifinal contra o Nacional, na noite da última quarta-feira, o técnico do Fast, Paulo Morgado, não escondeu a insatisfação com a quantidade de chances de gols desperdiçadas pelos jogadores do time. Mas, como diz o ditado popular: nada como um dia depois do outro. E nesta quinta-feira (01), o dia foi de festa para o português. Não, não foi um ótimo desempenho dos jogadores do Rolo Compressor em um treino de finalização que o fizeram sorrir. O motivo não teve relação alguma com a profissão de Morgado, mas sim com a data. Nesta quarta, o português completou 37 anos.

“Sim, sim, estou ficando mais velho. Não vai ter festa. Eu penso que só se deve comemorar aniversário até os 20 anos”, disse sorrindo.

A data especial não passou despercebida no clube. O site oficial o homenageou e o gajo recebeu a parabenização do elenco e da diretoria. O presente, porém, ele quer receber em três parcelas.

“Para ser completo eu queria uma vitória do meu time de coração amanhã (hoje), em Portugal (referindo-se ao Benfica que hoje faz o maior clássico do futebol luso, contra o Porto). Também quero uma vitória nossa, no sábado, contra o Nacional e, claro, o título”, contou Morgado. 

Este foi o segundo aniversário  do português em Manaus, e o primeiro de março de 2012  comparado ao vivido no ano passado deu motivos de sobra para o técnico comemorar. “No ano passado eu estava numa fase muito complicada no Rio Negro. Havia acabado de chegar em Manaus e estava me adaptando. Graças a Deus superei tudo e tive meu trabalho reconhecido. Posso dizer que estou feliz no Fast”, afirmou Morgado.

Nesta sexta-feira (02) pela manhã, Morgado retorna ao trabalho. O Fast treina na parte da manhã, no campo da Ulbra. Sem tempo para testar uma nova formação, o português espera que amanhã seu ataque funcione para evitar que mais um aniversário sem títulos do clube seja contabilizado. A torcida não aguenta mais.