Publicidade
Esportes
Craque

Torcedores chegam tarde ao estádio, geram filas e não assistem os primeiros gols da Seleção

Teve torcedor tentando entrar com o "pau de selfie" e algumas catracas não conseguiam ler o código de barra dos ingressos vendidos pela internet 10/10/2015 às 01:37
Show 1
Torcida teve dificuldade para entrar
acritica.com Manaus (AM)

O amistoso da Seleção Brasileira contra a República Dominicana ficou marcado para o torcedor brasileiro e principalmente amazonense, na noite desta sexta-feira (9), com os 6 a 0 impostos pela equipe olímpica.

Dentro de campo tudo certo. Seleção mostrando um bom volume de jogo, esquema ofensivo que não permitia reação da frágil República Dominicana atacar e 3 a 0 somente no primeiro tempo. Mas se dentro ocorreu tudo perfeito, fora do estádio o torcedor que chegou em cima da hora passou sufoco, teve dificuldades para entrar e não conseguiram ver a metade dos gols da goleada.

Com a ida tarde para o estádio, somados a compra do ingresso no local e trânsito ao redor estádio, o resultado foi uma aglomeração de torcedores na barreira de acesso para a revista policial, acompanhado de muita reclamação.

“Está tudo desorganizado. Ninguém sabe de nada, não informam nada. Eles são muito lentos”, criticou um torcedor ao reclamar da revista policial, sendo interpelado por alguns policiais.

“Esse não é o problema. O problema é que as pessoas chegam tarde, o jogo já começou, e ainda havia pessoas comprando ingressos, deixando para entrar tarde aí não dá pra agilizar”, alertou um PM.

Problemas nas catracas

As catracas eletrônicas voltaram a apresentar problemas na leitura dos códigos de barra dos ingressos. Quem comprou ingresso pela internet teve mais dor de cabeça. Algumas catracas dos setores B e C não liam os códigos de barras, levando a administração a encaminhar os torcedores para outras catracas.

Itens proibidos

Muitos jovens que carregavam os chamados “paus de selfie” – proibidos nos estádios desde a Copa do Mundo, no ano passado –, foram barrados na entrada do estádio atrasando ainda mais a entrada dos torcedores. Pelo chão foram deixadas centenas garrafas d’água e squeezes, em grande maioria trazidas de casa que tiveram que ser jogadas devido à proibição de garrafas e latas no estádio.