Publicidade
Esportes
Craque

Torcedores lotam estádios na 1ª rodada do Amazonense

FAF afirma que depois dos confrontos iniciais do Estadual o número de torcedores nos campos de futebol cresceu 31/01/2012 às 10:49
Show 1
Lance de Penarol 2 x 0 Holanda, no último domingo, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara
Emanuel Mendes Siqueira Manaus

Os números não mentem. Do que depender da torcida, o Campeonato Estadual de 2012 promete ser um dos melhores dos últimos anos. A média de público pagante da rodada de abertura, segundo a Federação Amazonense de Futebol (FAF) informou ao MANAUS HOJE, foi maior em comparação com a do ano de 2011.

O público pagante nos cinco jogos do fim de semana foi de 3.313, com média de 662,6 por espetáculo. Na última temporada, a média foi de 400 pagantes/jogo.

“Algo diferente está acontecendo este ano. A torcida está mais empolgada em prestigiar os seus clubes. Espero que continue nessa tendência de crescimento nas próximas rodadas”, afirmou Ivan Guimarães, diretor de futebol da FAF.

Bicampeão do Amazonas, o Penarol liderou as estatísticas divulgadas pela federação, nos quesitos público pagante e presente, e arrecadação na bilheteria.

De acordo com a FAF, 938 espectadores foram ao estádio Floro de Mendonça ver de perto a vitória por 2 a 0 sobre o Holanda, na tarde do último domingo. A presença da galera do Leão proporcionou uma renda de R$ 9.230. Podia ser muito mais, caso o “caldeirão” azul e branco não estivesse passando por uma reforma para receber os jogos do  Brasileiro da Série D, ainda este ano.

Quem é o maior na capital?
Na capital, a disputa para ver quem tem mais adeptos promete ser um capítulo à parte na temporada.

No sábado, 735 pessoas pagaram para ver os quatro gols do Nacional sobre o CDC Manicoré, no Sesi. A renda foi, segundo o borderô da FAF, de R$ 6.850.

De volta à cena do esporte caboclo, a Colina “sorriu” com os 777 torcedores que pagaram para ver o jogaço em que o São Raimundo venceu o Princesa do Solimões por 3 a 2, domingo. A arrecadação foi de R$ 7.265, superando a do maior adversário do Estado. Detalhe: a FAF informou que, na Colina, o público presente foi de 977 pessoas, contra 1.100 no Clube do Trabalhador.

Careiro e Manacapuru
O quatro maior público foi verificado sábado, no Gilbertão, estádio em que o Operário superou o Rio Negro por 3 a 1. Foram 563 pagantes, com arrecadação de R$ 4.570.

Sábado, no estádio Afonsão, no Careiro Castanho,  300 fanáticos testemunharam a goleada do Fast/Ulbra sobre o Iranduba. Os ingressos foram vendidos a R$ 5, o que gerou R$ 1,5 mil de renda.

Amanhã, os 10 clubes voltam a campo para a segunda rodada. São quatro jogos à tarde e um à noite, o clássico Rio Negro x Fast, no Sesi. Prestigie!