Publicidade
Esportes
Opinião

Treinadores do futebol baré opinam sobre lista de convocados de Tite para a Copa

Aderbal Lana, Adilson Galdino, Alberone Souza e Lecheva afirmam que gostaram dos nomes escolhidos, mas também apontam as surpresas e os injustiçados da vez 14/05/2018 às 20:41 - Atualizado em 14/05/2018 às 21:13
Show aoao
Apesar de gostar da lista, técnicos apontaram suas preferências. Foto: Reprodução
Denir Simplício Manaus (AM)

Já dizia Nelson Rodrigues: “Toda unanimidade é burra” e em relação à lista de convocados da Seleção Brasileira para a Copa da Rússia não é diferente. Há quem concorde com os nomes escolhidos pelo técnico Tite, assim como tem quem aponte um ou outro jogador que não deveria estar entre os 23 que vestirão a amarelinha na luta pelo hexa.

Mal Tite terminou de ler a lista dos convocados e as discussões iniciaram. "Faltou fulano!"; "Sicrano deveria ir na vaga do beltrano!"; e assim seguem as discordâncias ou concordâncias.

O Portal A Crítica bateu um papo com alguns treinadores do futebol baré para saber a opinião deles sobre os escolhidos de Tite. Entre poucas surpresas e quase nenhuma decepção, a maioria concordou com a lista que representará o Brasil em solo russo, mas sem deixar de dar seu "pitaco" na relação.

Comandante do Hulk

Adilson Galdino, treinador do Iranduba, foi enfático ao apontar os nomes que não deveriam estar entre os 23 anunciados nesta segunda-feira (14). E Galdino foi além: apontou também quem tinha de ir na vaga das “surpresas” de Tite.

“A convocação foi boa, mas Fred e Taison não deveriam ir. No lugar do Fred poderia ir o Arthur (volante do Grêmio) e, no lugar do Taison, quem deveria ir era o Luan (Atacante gremista)”, disparou o comandante do Hulk comentando as convocações do lateral Fagner e do zagueiro Geromel. “O Fagner é da confiança do Tite e a convocação do Geromel é merecida”, opinou.

Surpresas, mas nem tanto

Comandante do Nacional no Brasileirão da Série D, o técnico Lecheva também se surpreendeu com os nomes de Fred e Taison. Mas, no geral, o treinador do Leão da Vila Municipal achou que os nomes já eram os esperados.

“Toda lista tem suas contradições. Sempre tem alguém que acha que um jogador estava em melhor momento que o outro, ou merecia estar (na lista). Mas, o Tite manteve a coerência que ele teve nos trabalhos à frente da Seleção até agora. Talvez como surpresa, mas nem é tanta, é o Taison e o Fred. Acho que o restante já estava bem claro que seriam chamados”, disse Lecheva, opinando sobre a lacuna deixada pelo lesionado Daniel Alves.

“Talvez o Danilo (Manchester City) fosse uma dúvida. Muitos achavam que o Fabinho, do Mônaco, está num melhor momento, principalmente depois da lesão do Daniel Alves. Mas sempre acreditei que o Danilo seria o escolhido porque foi um dos que ele mais convocou. Acho que não teve tanta surpresa assim não. Agora não sei nem quem eu poderia falar que foi injustiçado se tivesse que nomear”, afirmou.

“Acho que o Fagner era certeza que ele iria, e se o Tite está levando é porque a lesão dele não é nada tão grave. Apesar de ele não estar nos últimos jogos, mas creio que o tempo de recuperação dele não deve atrapalhar a preparação para estar cem por cento até a Copa porque o Tite é um técnico bem consciente quanto a isso”, avaliou Lecheva.

Gaúchos discordam no gol

Conterrâneo de Tite, o treinador Alberone Souza, que esta temporada esteve à frente do Princesa do Solimões disse ter gostado da lista de convocados. Mas, na visão do ex-volante, a terceira vaga no gol não deveria ter sido preenchida por Cássio (Corinthians).

“Na realidade, gostei da convocação. O que eu estava meio em dúvida era em relação aos goleiros. Até porque tinha a situação do Marcelo Grohe, do Grêmio, que dentro da minha visão esse ano ele vinha num momento melhor, até mesmo que o Cássio”, disse Alberone discordado de outra escolha de Tite.

“Tem também a situação do Taison. Essas duas foram as convocações que a gente ficou um pouco assim. Mas todo torcedor tem um pouco de treinador, não é? Fiquei surpreso mais em relação ao Cássio porque achei que o Marcelo Grohe fosse ser um dos convocados também”, opinou o treinador se desviando em apontar nomes que poderiam estar na lista.

“É muito difícil a gente fazer uma avaliação em relação aos nomes que de repente, dentro da nossa visão como treinador, poderiam ser convocados. Apontar que jogador A, B ou C poderia estar na seleção”, ponderou Alberone.

Lana trocaria de corintiano

De volta ao comando técnico do Manaus FC, Aderbal Lana avaliou a lista de Tite como normal. No entanto, o maior vencedor de títulos do futebol amazonense apontou dois nomes que poderiam estar entre os 23 que vão à Rússia.

“Acho que foi uma convocação normal. Mais ou menos, ela é unânime entre os torcedores e a crônica esportiva. Mas acredito que o goleiro do Grêmio (Marcelo Grohe) é mais goleiro do que o Cássio (Corinthians) e o Rodriguinho deveria ter sido convocado no lugar do Taison”, opinou Lana contemporizando as escolhas do técnico da Seleção.

“Mas o Tite tem seguido esses jogadores e a gente tem de respeitar a opinião dele porque é um trabalho muito dedicado a analisar friamente o que os jogadores estão produzindo dentro da suas equipes”, disse o treinador dando uma última “cutucada” em Adenor.

“Mas isso é uma opinião minha, não é uma opinião contrária a do Tite. Tenho visto os jogos do Corinthians e o Rodriguinho é um jogador que tem aparecido muito bem e o goleiro do Grêmio tem demonstrado que é de Seleção”, concluiu.

Publicidade
Publicidade