Publicidade
Esportes
Craque

Três goleiros disputam vaga de titular no Nacional (AM)

Jonathan Braga, Dida e Jairo são responsáveis por fechar o gol do Leão da Vila Municipal durante o Campeonato Amazonense e deixam o técnico Uidemar Oliveira com dúvidas devido ao talento de cada um 24/01/2012 às 08:59
Show 1
Jonathan Braga, Dida e Jairo trabalham pesado com Nailton
Jhonny Lima Manaus

Três guerreiros são responsáveis por fechar o gol do Nacional no Campeonato Amazonense deste ano. Jonathan Braga, Dida e Jairo disputam a vaga de titular e por isso, deixa o técnico Uidemar Oliveira com  dúvidas, devido ao talento de cada um.

Criado no time de base do Leão, Jonathan Braga Queiroz, 19, chegou ao clube em 2008, vindo do município de Alvarães, quando veio para uma peneira do Flamengo, mas acabou ficando no Naça, onde iniciou  a carreira no infantil, passando pelo juvenil e juniores.

Revelado nas divisões de base, hoje Jonathan busca a vaga de titular.

“Estamos trabalhando muito para buscar o título do Amazonense e o meu objetivo é conquistar a vaga de titular”, declarou o atleta que deixou a família em Alvarães e mora com o tio em Manaus.

Dida e Jairo chegaram no Leãono final de 2011. Nascido no Rio de Janeiro, Jorge Luis, ou como é conhecido, Dida, foi campeão amazonense na série B pelo Grêmio Coariense e a boa atuação proporcionou sua  ida para a Vila Municipal.

“Meu objetivo é crescer no futebol amazonense. Eu tenho a convicção de que o Nacional vai chegar muito longe  e tem potencial para ser campeão”, comentou.

O apelido sugestivo foi quando o atleta jogava no Vasco da Gama e, na época, o goleiro da seleção brasileira e do Milan, Dida, brilhava no futebol mundial. O Dida, do Nacional, teve passagens por União da Ilha da Madeira (Portugal),  Democratas (MG) e pelos clubes cariocas do Vasco, Boa Vista e São Cristóvão, este último o que revelou o Ronaldo “Fenômeno”.

Acostumado com decisões, Jaison Silva da Cruz, o “Jairo”, veio do Moto Clube (MA), mas teve passagens pelo cavalo de aço do Imperatriz (MA). Jogou no clube catalão do Crac (GO), Veranópolis e Farroupilha (RS) e clubes do Tocantins. Jairo frisa a importância de conquistar a classificação para depois pensar no título. “Primeiro temos que pensar na classificação e para isso estamos trabalhando sério”, ressaltou o goleiro.

O que marcou a carreira de Jairo foram duas decisões, uma em Tocantins e outra no Maranhão, onde a equipe que jogava estava com a taça nas mãos, mas deixou o título escapar no final da partida.