Publicidade
Esportes
Brasileiro no caldeirão

Um reencontro bem esperado

Vascão e Corinthians voltam a se encontrar com objetivos bem distinto na competição nacional 04/08/2012 às 20:32
Show 1
Vasco
Jornal A Crítica ---

Vasco e Corinthians se encaram hoje, às 15h (horário de Manaus), em São Januário. Os times voltam a se reencontrar após protagonizarem uma das quartas de final da Copa Santander Libertadores. Na ocasião, o Timão levou a melhor, mas, desta vez, os vascaínos esperam que a história seja diferente.

A vitória significa para o Vasco assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, já que o Atlético-MG teve seu jogo contra o Flamengo adiado. Enquanto isso, para o Corinthians, que ocupa a nona posição, o triunfo servirá para se aproximar do Botafogo, em oitavo, e manter a boa fase após a conquista da América.

Para esta partida, o técnico Cristovão Borges não poderá contar com o zagueiro Dedé, suspenso após receber o terceiro cartão amarelo. Na zaga, a dupla será Douglas - recuperado de dores na coxa direita - e Fabrício. Por outro lado, o treinador terá a volta de Juninho e Nilton, que cumpriram suspensão contra o Internacional de Porto Alegre.

O treinador cruz maltino ressaltou a importância da vitória neste momento do campeonato e considera que, ao conquistar os três pontos, a história na ponta da tabela vai se inverter, com o Atlético-MG tendo de correr atrás do Vasco. “(Vitória pressiona Atlético-MG) Natural. Isso acontece durante a rodada, quando um joga no sábado e outro joga no domingo... ainda mais sendo de uma rodada para outra, colocamos a pressão no adversário. Qualquer ponto a mais é decisivo, principalmente no futebol”, disse.

Timão

O Corinthians não para de subir após o título da Libertadores. Com o empate sem gols com o Bahia no último domingo, a equipe de Tite chegou à nona colocação na tabela, melhor posição até agora no Brasileirão. Após bater o Boca na final do torneio sul-americano, foram sete jogos, com três vitórias, três empates e apenas uma derrota.

A motivação de voltar para São Januário também remete à conquista da Libertadores. O rival deste domingo foi batido nas quartas de final. Algo que pode acirrar a disputa pelo Brasileirão.

“Não será exatamente uma revanche, mas é claro que vão querer ganhar da gente de qualquer maneira. Além disso, brigam pelas primeiras posições, estão motivados, em São Januário a receptividade é complicada... Mas somos experientes e não vamos sentir a pressão - afirmou o zagueiro Paulo André. O defensor formará a dupla de zaga com Wallace, pois Chicão segue fora por problemas musculares.

Outra ausência será Emerson Sheik que, por sentir dores no tornozelo esquerdo, não treina no campo desde a vitória por 2 a 0 contra o Cruzeiro, no dia 26 de julho. Para a sua vaga, Romarinho deve ser mantido.