Publicidade
Esportes
Craque

Vasco vence o Botafogo e larga na frente na final do Carioca

Equipe de São Januário aproveitou chance no final da partida e conseguiu a vitória pelo placar mínimo. Com o resultado, o Glorioso perdeu a vantagem de dois empates e terá de vencer para levantar a taça  26/04/2015 às 17:42
Show 1
Vasco vence Botafogo no final e reverte vantagem do Alvinegro.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O Vasco da Gama venceu o Botafogo por 1 a 0 na tarde deste domingo (26), no Maracanã e abriu vantagem na final do Campeonato Carioca. Com um gol de Rafael Silva no fim do jogo, o Cruzmaltino tirou a vantagem que pertencia ao Glorioso e agora jogará por um empate para quebrar o jejum de 12 anos sem erguer o Cariocão. O próximo jogo entre as equipes será no dia 3 de maio, também no Maracanã.

Com o seu estilo, o Botafogo pressionou logo ao rolar a bola. O alvinegro fez uma blitz na área Vasco, e Bill obrigou Martín Silva a fazer uma grande defesa para salvar os cruzmaltinos.   do  já levou perigo e colocou uma bola na trave. 

Apesar do domínio nos primeiros cinco minutos, a partida começou a ficar equilibrada a partir do momento que o Gigante da Colina começou a administrar a posse de bola e a acionar suas jogadas pelas laterais. Dagoberto e Madson foram os mais participativos nas jogadas de ataque.

Aos 12, o camisa 11 fez uma jogada de muita beleza. Dagoberto recebe a bola na entrada da área e aplica um lençol em Giaretta. O chute foi longe, mas valeu pela pintura.

Aos 18, o Vasco quase marca o seu primeiro gol. Rodrigo a bola para frente e Giaretta, último homem defensivo do alvinegro, fura e deixa tudo limpo para Julio dos Santos, que exagera no chute e manda para fora, frente a frente com o goleiro Renan.

Com 30 minutos de jogo, o cruzmaltino chegou a ter quase 70% de posse de bola e dominou o jogo. Ainda no final, Marcinho teve uma chance de ampliar após bom lance de Madson, mas ficou tudo igual. Vasco 0x0 Botafogo

Gol no final

A segunda etapa começou elétrica para os dois lados. Na desvantagem, os vascaínos buscaram abrir o placar logo cedo. Mas de outro lado, o Botafogo se tornou perigosíssimo com os seus ataques. Aos 8 minutos, um contra-ataque quase mortal do time de General Severiano. Rodrigo Pimpão coloca Bill em posição privilegia cara a cara com Martín Silva. O atacante tira o goleiro vascaíno dá jogada, mas na hora de finalizar, coloca muita força para o lado esquerdo e a bola vai para fora. 


Buscando dar maior mobilidade e velocidade, o técnico Doriva realizou as primeiras mudanças na equipe. Bernardo e Rafael Silva entraram no lugar de Marcinho e Dagoberto, respectivamente. As mudanças surtiram efeito e o clube de São Januário emplacou dois lances de perigo.

Aos 15 minutos, Bernardo cobra escanteio na cabeça de Julio dos Santos, que desvia rente a trave do goleiro Renan. Que perigo! Na sequência, aos 16, foi a vez de Rafael Silva acertar um chutaço de fora da área tirando tinta do gol botafoguense. A torcida vascaína foi à loucura! 

No dia do goleiro, Martín Silva não poderia deixar de brilhar. Aos 32, lateral Gilberto recebe dentro da área e dribla Rodrigo, só que na hora do chute, o goleiro vascaíno se impõe mais uma vez e faz mais uma grande defesa.

Com os jogadores cansados, o Botafogo novamente melhorou na partida. Aos 40, foi a vez de Arão receber uma bola na área e chutar no travessão! Quase!!!!

Mas no seu melhor estilo, o Gigante da Colina abriu vantagem no confronto decisivo. Na última bola do jogo, aos 16, Bernardo faz um cruzamento perfeito para a área, a bola passa por todo mundo e sobra nos pés de Rafael Silva, que chapou para o fundo da rede! Vasco 1 a 0 Botafogo.

Ficha técnica:

Local: Maracanã, Rio de Janeiro 

Árbitro: Luis Antonio Silva dos Santos

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Silbert Faria Sisquim

Renda: R$ 1.944.455,00

Público: 39.379 pagante / 45.488 presente

Cartões amarelos: Rodrigo, Serginho, Rafael Silva e Thalles (Vasco) / Carleto, Bill e Gilberto (Botafogo)

Gols: Rafael Silva (46'/1ºT) 

Vasco: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos (Thalles) e Marcinho (Bernardo); Dagoberto (Rafael Silva) e Gilberto. Técnico: Doriva

Botafogo: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos Willian Arão, Fernandes e Gegê (Tomas); Rodrigo Pimpão (Sassá) e Bill. Técnico: René Simões