Publicidade
Esportes
Craque

Vereador apresenta proposta de isenção de IPTU para os clubes

Intenção do parlamentar é aproveitar a disposição do atual prefeito de reerguer o esporte local e estimular os diversos agentes da cadeia do esporte 28/02/2013 às 14:07
Show 1
Rozenha sabe das necessidades que passam as agremiações
Allan Gomes Manaus (AM)

Foi apresentado no início dessa semana pelo vereador Rozenha uma indicação à Mesa Diretora da Câmara Municipal para a prorrogação da isenção do IPTU para os próximos 20 anos além da remissão dos débitos desse imposto para os clubes de futebol e as escolas de samba de Manaus. A peça, segundo o vereador, serve apenas para sensibilizar o Executivo quanto à Lei Municipal 520, de dezembro de 1999, visto que cabe ao prefeito decidir quanto ao item em questão. Ainda assim a medida foi vista com bons olhos pelos dirigentes do futebol local.

“Minha intenção com essa Indicação foi de aproveitar a disposição do atual prefeito de reerguer o esporte local e estimular os diversos agentes da cadeia do esporte”, declarou o vereador que também é presidente do Fast Clube, clube tradicional da cidade. “Não tenho medo que me acusem de legislar em causa própria, afinal entrei na política por conta da minha atuação no esporte, e eu conheço muito bem o setor e sei das necessidades e deficiências por que passam”, afirmou Rozenha.

Além de Rozenha, os dirigentes de outros clubes também mostraram apreço pela iniciativa. Para o presidente do Nacional, Mário Cortez, a medida é benéfica para o conjuntos de clubes. “É saudável a proposta. Os clubes são entidades sem fins lucrativos e essa mediada seria benéfica para o esporte como um todo”, declarou Cortez.

Na proposta do vereador, a inclusão de haver também uma remissão dos débitos já existentes deverá causar maior impacto nas contas dos clubes, como avalia o presidente do Rio Negro, Eymar Gondim. “Todo ano temos problemas com IPTU e isso dificulta nossas operações burocráticas. Nós entramos com projeto de tombamento da sede do Rio Negro e podemos nos beneficiar também de estarmos na área do Centro histórico, mas certamente essa iniciativa é ótima por beneficiar todos os clubes”, ponderou Eymar.

Por fim, o vereador e dirigente Rozenha enxerga na proposta uma forma de alavancar o futebol e semear um crescimento futuro. “A proposta é de prorrogar por 20 anos, esse é um tempo possível de reestruturarmos os clubes e garantir que todos estejam com contas equilibradas. Atualmente o clube não tem receita, opera com déficit, e contando com essa remissão [perdão das dívidas já existentes] e mais a isenção é uma verba que pode ser direcionada para investimentos nos próprios clubes”, finaliza Rozenha.