Publicidade
Esportes
Craque

Vettel resiste à pressão de Raikkonen e vence no Bahrein

Bicampeão já assume a liderança do campeonato, enquanto Massa finalmente soma seus primeiros pontos na temporada 22/04/2012 às 18:38
Show 1
Sebastian Vettel obteve no GP do Bahrein o primeiro triunfo na temporada-2012
Lance ---

O bicampeão Sebastian Vettel venceu neste domingo o Grande Prêmio do Bahrein e conquistou seu primeiro triunfo na temporada-2012 da Fórmula 1. Mas o grande destaque da corrida foi a Lotus, que levou Kimi Raikkonen e Romain Grosjean ao pódio, na segunda e terceira posições, respectivamente.

Vettel foi o quarto piloto de equipe diferente a vencer em quatro corridas na temporada. Isso não acontecia desde a temporada de 1983, quando Nelson Piquet (Brabham), John Watson (McLaren), Alain Prost (Renault) e Patrick Tambay (Ferrari) ganharam as quatro provas que abriram o ano.

Já a equipe Lotus não conseguia tal façanha desde 1979, quando Carlos Reutemann e Mario Andretti foram ao pódio juntos na Espanha. O último pódio da Lotus havia sido conquistado com Nelson Piquet, no GP da Austrália de 1988.

Completaram a zona de pontuação, do quarto ao décimo lugares, Mark Webber (Red Bull), Nico Rosberg (Mercedes), Paul di Resta (Force India), Fernando Alonso (Ferrari), Lewis Hamilton (McLaren), Felipe Massa (Ferrari) e Michael Schumacher (Mercedes). Bruno Senna abandonou a prova no fim, assim como Jenson Button.

Com o resultado, Vettel já assumiu a liderança do campeonato, com 53 pontos, contra 49 de Hamilton e 48 de Webber. Massa, com seus dois primeiros pontos no ano, ainda está bem distante na tabela, em 17º lugar no geral.

 

A CORRIDA

Vettel largou muito bem da pole position e manteve a liderança sem problemas, seguido por Hamilton e Grosjean, que largou muito bem e ganhou quatro posições. Enquanto isso, Raikkonen também já subia quatro postos na classificação, com uma boa largada e um ótimo desempenho de seu Lotus.

Logo, Grosjean passou Hamilton com facilidade, e Raikkonen fazia o mesmo com Webber e Button. Na primeira rodada de pit stops, o Homem de Gelo aproveitou que a McLaren se enrolou na troca de pneus de Hamilton e ficou em terceiro, atrás de Grosjean e Vettel, que corria tranquilo na ponta.

Mas a tranquilidade de Vettel aos poucos foi diminuindo, já que Raikkonen, com excelente rendimento, passou Grosjean e começou a reduzir a desvantagem em relação ao bicampeão. Os três, então, se destacavam dos demais, até porque Webber, Button, Rosberg e Hamilton não tinham rendimento dos melhores.

Em seguida, Hamilton fez a melhor ultrapassagem da corrida após ser jogado para fora da pista por Rosberg. Apesar de o alemão ter sido acintoso na manobra, os comissários só vão julgar o caso depois da prova. Mais tarde, Rosberg repetiu a manobra ao fechar Alonso. Mas o inglês saiu de vez da briga pelos primeiros lugares após ser atrapalhado de novo pela McLaren no segundo pit stop.

Depois, Massa encostou em Alonso na briga pelo nono lugar, mas não conseguia chegar perto o suficiente para tentar uma manobra. Para piorar, o brasileiro foi o último dos três para fazer o terceiro pit stop. Com isso, ele ainda perdeu a posição para Hamilton, que depois passou Alonso.

Antes da última rodada de pit stops, Raikkonen encostou em Vettel de vez e chegou a tentar a ultrapassagem, mas sem sucesso. Depois da parada de ambos, porém, Vettel abriu uma vantagem que variou entre dois e três segundos e Kimi não teve forças para tentar um último ataque.

Vettel cruzou a linha de chegada sem ser atacado e parou seu carro imediatamente após ordem da equipe - ainda não se sabe o motivo. O alemão não deu a volta da vitória, mas não importa. Depois de um começo difícil, o bicampeão mostrou que está muito vivo na briga pelo tri.

 

RESULTADO FINAL DO GRANDE PRÊMIO DO BAHREIN
1º - Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - 1h35m10s990
2º - Kimi Raikkonen (FIN) Lotus-Renault - a 3s300
3º - Romain Grosjean (FRA) Lotus-Renault - a 10s100
4º - Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - a 38s700
5º - Nico Rosberg (ALE) Mercedes - a 55s400
6º - Paul di Resta (GBR) Force India-Mercedes - a 57s500
7º - Fernando Alonso (ESP) Ferrari - a 57s800
8º - Lewis Hamilton (GBR) McLaren-Mercedes - a 58s900
9º - Felipe Massa (BRA) Ferrari - a 1m04s900
10º - Michael Schumacher (ALE) Mercedes - a 1m11s400
11º - Sergio Perez (MEX) Sauber-Ferrari - a 1m12s700
12º - Nico Hulkenberg (ALE) Force India-Mercedes - a 1m16s500
13º - Jean-Eric Vergne (FRA) Toro Rosso-Ferrari - a 1m30s300
14º - Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari - a 1m33s700
15º - Daniel Ricciardo (AUS) Toro Rosso-Ferrari - a uma volta
16º - Vitaly Petrov (RUS) Caterham-Renault - a uma volta
17º - Heikki Kovalainen (FIN) Caterham-Renault - a uma volta
18º - Jenson Button (GBR) McLaren-Mercedes - a uma volta
19º - Timo Glock (ALE) Marussia-Cosworth - a duas voltas
20º - Pedro de la Rosa (ESP) HRT-Cosworth - a duas voltas
21º - Narain Karthikeyan (IND) HRT-Cosworth - a duas voltas
22º - Bruno Senna (BRA) Williams-Renault - a três voltas

ABANDONOS
Pastor Maldonado (VEN) Williams-Renault - a 31 voltas
Charles Pic (FRA) Marussia-Cosworth - a 32 voltas

VOLTA MAIS RÁPIDA
Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - 1m36s379