Publicidade
Esportes
Craque

Vilhena vence Atletico (AC) vai a 12 pontos e acaba com sonho do Penarol

Com a derrota para o Lobo do Cerrado, o Galo Carijó continua com sete pontos, cinco a menos que Clube do Remo e VEC, líder e vice-líder do Grupo A1 20/08/2012 às 09:22
Show 1
Atlético e Vilhena jogaram em Rio Branco (AC)
Manoel Façanha e Carlos Eduardo Souza Rio Branco (AC) e Manaus (AM)

O Atlético Acreano se complicou de vez na luta por uma vaga a próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série D e, de quebra ainda acbou com o sonho do Penarol de jogar a segunda fase da Série D do Brasileiro. Isso porque o VEC (RO) foi a 12 pontos e precisa de apenas uma ponto para se classificar. O time ainda enfrenta o próprio Atlético, em casa, além do Remo, fora de casa.

O jogo

Na noite desta quarta-feira, no estádio Arena da Floresta, o time celeste voltou a jogar mal, assim caindo diante do vice-líder do Grupo A1, o VEC (RO), por 2 a 0, num jogo de seis pontos.

Com a derrota para o Lobo do Cerrado, o Galo Carijó continua com sete pontos, cinco a menos que Clube do Remo e VEC, líder e vice-líder do Grupo A1.

O Atlético Acreano volta a campo domingo quando enfrenta o Náutico-RR no estádio Ribeirão, em Boa Vista. Já o VEC terá compromisso somente dia 26 de agosto, no estádio Mangueirão, contra o Clube do Remo.

Quando a bola rolou o Galo Carijó começou pressionando o time adversário, mas era pouco objetivo nas finalizações.

Numa bola parada de Jessé, o Galo quase abriu o placar, mas o goleiro Dida fez ótima defesa, aos 19 minutos.

Cinco minutos depois, o próprio Jessé voltou a levar perigo ao gol do time visitante, mas a bola passou raspando ao porte direito do goleiro.

Com o VEC aplicado e disposto a somar pontos contra o vice-campeão acreano, a partida foi para o intervalo com o placar inalterado.

Na etapa complementar de jogo, o Galo caiu ainda mais de produção e deixou muito espaço para o VEC, que quase abriu o placar numa sobra de bola, com Kukau, aos 9 minutos, chutando com perigo.

O Galo respondeu três minutos depois, após ótimo contra ataque, com Jessé chutando nas mãos do goleiro Dida, que levou cartão amarelo pelo fato de ter colocado mão na bola fora da sua grande área.

Nos dez minutos finais de partida, o VEC matou o Galo Carijó. E poderia ter feito bem antes, quando Corbari acertou a trave do goleiro Máximo aos 38 minutos.

Dois minutos depois, após bola trabalhada pelo meio campo do VEC, o volante Kukau acertou belo chute para abrir o placar a favor dos rondonienses.

Com dois jogadores atleticanos expulsos: Sandro e Joel, o Galo ainda levou o segundo gol nos acréscimos, numa cobrança de penalidade de Cabixi.