Publicidade
Esportes
Craque

Vilson Tadei diz que acertou com o Naça por acreditar no projeto

O Nacional vai disputar a Copa do Brasil, Campeonato Amazonense e a Série D. Técnico já levou o desconhecido Linense à elite do futebol de São Paulo 03/01/2013 às 20:20
Show 1
Vilson Tadei, novo técnico do Nacional
Carlos Eduardo Souza Manaus (AM)

Vilson Tadei jogou em pelo menos três grandes clubes do futebol Brasileiro – São Paulo, Grêmio e Vasco da Gama. Em Manaus ele esteve em uma oportunidade quando defendia o Vasco em 86 e jogou justamente contra o Nacional, no antigo Vivaldo Lima.

O treinador lembra com satisfação os momentos marcantes de sua carreira, como a conquista do Grêmio contra o São Paulo no Brasileiro de 81, quando Baltazar fez o gol do título gremista em pleno Morumbi. “O Baltazar fez belos gols, mas igual aquele ele nunca mais fez. Foi muita sorte”, disse Tadei.

Com a responsabilidade de comandar o Nacional no Amazonense, Copa do Brasil e Série D, o treinador inicia os trabalhos na próxima semana. Tadei conversou com a reportagem do CRAQUE assim que foi anunciado pela diretoria do Nacional.

Depois de fazer sucesso com o Linense, time o qual trabalhou em três temporadas e chegou à elite do Paulistão, Tadei se distancia do interior de São Paulo mais uma vez. Segundo ele, por acreditar no projeto do Nacional, que pretende chegar à Série C em 2014.

“Acho que a oportunidade é única de trabalhar num projeto. Conheço bem o Nacional de quando joguei pelo Vasco nos anos 80. Quando recebi o convite e aceitei. Temos condições de fazer um bom trabalho e conseguir os objetivos”, disse.

Sobre os jogadores que vai trabalhar no Nacional, Vilson tadei adiantou que além dos jogadores que foram contratados pela diretoria, ele pretende ter mais 15 atletas no elenco e todos de boa qualidade e, que tenha o seu aval.

“Temos um grupo de praticamente 12 jogadores. Devemos contratar 15 jogadores que estão disponíveis no mercado. Vamos ter um grupo muito forte. Vamos procurar fazer um trabalho em conjunto com a diretoria porque são jogadores que eu conheço. Procurar trazer jogadores de nível, que se adapte nesse clima. E importante o comprometimento para fazer uma equipe forte”, afirmou o treinador.

Tadei disse que não vai adiantar os nomes sem que a diretoria tenha acertado o contrato com os novos jogadores. Sobre a maneira de trabalhar, Tadei disse que trabalha com alegria, mas procura obter dos jogadores o respeito para fazer um bom trabalho.