Publicidade
Esportes
Craque

Vitor Belfort revela novo UFC no Brasil em outubro e quer enfrentar Wanderlei no evento

Com voz embargada, o lutador evitou rebater o ataque que sofreu do rival, que disse que Belfort "amarelou" para o combate. Mas marcou data para um eventual novo duelo entre eles: outubro 28/05/2012 às 19:36
Show 1
Vitor Belfort estará pronto para lutar no fim de setembro, após lesão na mão esquerda
Uol/ Esporte ---

Vitor Belfort está magoado. Não com as pesadas críticas que sofreu de Wanderlei Silva,  nesta segunda-feira. Mas com a lesão que sofreu na mão esquerda, que o impedirá de lutar justamente contra o "Cachorro Louco", no UFC 147, dia 23 de junho. Com voz embargada, evitou rebater o ataque que sofreu do rival, que disse que Belfort "amarelou" para o combate. Mas marcou data para um eventual novo duelo entre eles: outubro. E, segundo o lutador revelou, em uma nova edição do UFC no Brasil.

"Sinceramente, espero que ele vença a luta em Belo Horizonte, pois quero enfrentar ele. Essa luta vai acontecer, pode ficar tranquilo. Conversei com o Lorenzo (Ferttita, um dos sócios do UFC), pedi para ele adiar a luta do Wanderlei para a gente se enfrentar, mas ele disse que não dá. Então, vou torcer para ele ganhar e a gente lutar em outubro, aqui no Brasil. Eu estarei neste card", afirmou Belfort, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Chamado de irresponsável por Wanderlei Silva, pelo Twitter, o lutador lamentou pelo "descontrole" do adversário, que colocou em dúvida até mesmo a lesão na mão de Belfort, sofrida no último sábado, durante um treinamento no Rio de Janeiro. Para "rebater", disse que não precisa provar nada a quem considera "insignificante", e garantiu que a resposta maior virá dentro do octógono. 

"Acha que eu vou ter medo de um homem daquele? Não tenho que provar nada. É muita falta de respeito dele querer crescer, se engrandecer, num momento como esse que eu estou passando. Mas não me preocupo com o que ele diz. Ele sempre foi falastrão, polêmico. O cara perdeu de 7 a 1 no TUF, teve de pegar lutador emprestado da minha equipe, perdeu a última luta dele. Então, entendo o momento dele, é ruim isso", alfinetou o "Fenômeno". 

O problema que tirou Belfort do co-main event do UFC 147 aconteceu no sábado pela manhã. Quando foi dar um soco cruzado em seu sparring, os ossos se "encavalaram", de acordo com ele. Não chegou a fraturar, mas o lutador teve de passar por uma cirurgia para corrigir o problema de maneira que não venha a repetir no futuro. 

"Meu sparring estava vindo me dar um golpe e eu fui dar um golpe nele. Por isso, o cruzado ganhou mais força, e pegou no meio da testa dele. Na hora eu já senti muita dor e vi que o osso tinha subido em cima do pulso. O processo é bem doloroso", lamentou.

Vitor Belfort e Wanderlei Silva se enfrentaram pela primeira vez em 1998, quando o primeiro conseguiu um nocaute avassalador sobre o adversário, com apenas 44 segundos do primeiro round. A revanche, marcada para quase 14 anos depois, terá de esperar um pouquinho mais.