Publicidade
Esportes
Craque

Vôlei masculino pela terceira vez na final

Neste domingo equipe masculina de vôlei vai em busca do ouro contra a Rússia. Será o primeiro confronto entre as duas equipes numa final olímpica 11/08/2012 às 11:04
Show 1
Com a medalha de prata, após derrotar a Itália, agora equipe masculina busca ouro no jogo com a Rússia
--- ---

A seleção brasileira de vôlei masculino avançou para a final dos Jogos Olímpicos de Londres, nesta sexta-feira, 10,  de forma arrasadora, ao atropelar a Itália por 3 sets a 0, com parciais de 25 a 21, 25 a 12 e 25 a 21, garantindo pelo menos a medalha de prata.

 Na decisão, o Brasil enfrentará amanhã a Rússia, que, na outra semifinal, superou a Bulgária por 3 sets a 1. Será o primeiro confronto entre as duas equipes numa final olímpica. A seleção masculina já tem quatro medalhas na modalidade, duas de ouro, em Barcelona-1992 e Atenas-2004, e duas de prata, em Los Angeles-1984 e Pequim-2008.

Os comandados do técnico Bernardino, que chegaram a Londres desacreditados em razão de diversas lesões que atrapalharam a preparação de jogadores importantes, como Murilo e Giba, e do desempenho ruim na última Liga Mundial, mostraram que ainda estão entre as maiores equipes do mundo. Nestes Jogos, o Brasil sofreu apenas uma derrota, na fase de grupos, para os Estados Unidos, atuais campeões olímpicos, que foram eliminados justamente pelos italianos nas quartas de final.

O grande destaque da partida de ontem foi Murilo, que teve mais uma grande atuação, marcando 15 pontos. No quesito torcida, os brasileiros deram um show, ofuscando os italianos e colorindo as arquibancadas de verde e amarelo. A Itália deixou claro que sua principal arma era o saque ao marcar o primeiro ponto da partida com uma pancada de Ivan Zaytsev. Já o Brasil contou com a estrela de Wallace, que disputou a partida como titular depois de ter substituído à altura Leandro Vissotto, lesionado, no meio do jogo das quartas de final contra a Argentina. Ao afinal, a torcida brasileira cantou “o campeão voltou”, como havia acontecido na quinta-feira após a vitória das meninas.