Publicidade
Esportes
Craque

Vovôs dão exemplo de fibra em competição internacional de natação

Laura de Oliveira, de 93 anos, e Petrônio Maia Vieira, de 92, são os atletas mais velhos do torneio e uns dos mais empolgados 31/10/2012 às 14:48
Show 1
Petrônio Maia Vieira e Laura de Oliveira são apaixonados pela natação
Lorenna Serrão Manaus

Risos soltos, histórias ricas e muita alegria. É o que encontramos nos bastidores do Campeonato Sul-Americano de Natação Máster, competição internacional que acontece pela primeira vez em Manaus, na Vila Olímpica, Zona Oeste. Entre os vários atletas com idade acima de  50 anos, com disposição e braçadas fortes, dois chamam a atenção, Laura de Oliveira, de 93 anos, e Petrônio Maia Vieira, de 92, os nadadores mais velhos do torneio, são também uns dos mais empolgados.


Laura de Oliveira está entre as dez melhores nadadoras do Brasil. Foto Ney Mendes

Laura que nasceu na cidade de Monte Azul, em Minas Gerais, e conta que depois dos 40 anos começou a se preocupar mais como o modo de vida que estava tendo. Por isso, resolveu realizar algum tipo de atividade física. Aos 70 anos, a ex-autônoma que sempre gostou de água decidiu aprender a nadar e não demorou muito para começar a participar de competições.

"Quando estava com 45 anos eu perdi o meu marido e comecei a pensar que eu precisava fazer alguma coisa. Eu não sabia nadar, então decidi que iria aprender e eu aprendi. No início, era apenas uma simples atividade, mas por incentivo da minha família, participei de um torneio em Belo Horizonte. Voltei para casa com duas medalhas de ouro e desde então nunca mais parei de competir", disse a nadadora que vai participar de cinco provas no Sul-Americano.


Petrônio Maia Vieira diz que não gosta de competir, gosta de nadar. Foto: Ney Mendes

Seu Petrônio, ex-coronel do exército, mora em Fortaleza, mas é manauara e aprendeu a nadar no igarapé de Flores, na Zona Centro-Sul. Para ele, a natação é um hobby que o ajuda a ter uma vida mais feliz.

"Quando mais novo eu era mergulhador, adorava o mar, porém a idade foi chegando e eu tive que me adaptar, por isso resolvi participar de torneios de natação, troquei o mar pelas piscinas. Para mim a natação sempre será um hobby, que me faz muito bem, por isso quero deixar claro que não gosto de competir, gosto de nadar”, pontuou Maia.

Para Laura e Petrônio, a natação é um dos melhores esportes e segundo eles um dos mais indicados para pessoas com idades avançadas.

“A natação foi à melhor que coisa que já aconteceu na minha vida, eu adoro nadar e participar de competições, principalmente porque através delas tenho a oportunidade de conhecer várias cidades do Brasil e do Mundo”, disse Laura – que está entre as dez melhores nadadoras do Brasil, na categoria máster.

“A natação é ótima, ajuda a melhorar a respiração, que fica diferente depois de uma certa idade, assim como o fôlego. Por isso afirmo, quem quer ser mais feliz e saudável precisa nadar”, concluiu o ex-coronel.  

O Campeonato Sul-Americano de Natação segue até sábado (03), em Manaus, com disputas de medalhas todos os dias, das 8h às 12h. Vale apena conferir.