Publicidade
Amazônia
Meio ambiente,Código Florestal,Política,Dilma Rousseff,#vetadilma,Medida Provisória,Comissão Mista,Audiência Pública,Bohn Gass,Luiz Henrique da Silveira

Acordo para votar MP do Código Florestal é defendido por parlamentares

Proposta foi feita durante a audiência pública no Senado, na qual participaram ministros e integrantes da comissão mista que avalia a MP 571/12 26/06/2012 às 11:55
Show 1
Parlamentares e ministros participam de audiência pública sobre a MP do Código Florestal
acritica.com* Manaus

O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) propôs amplo acordo entre deputados, senadores e governo federal, em torno de possíveis emendas à Medida Provisória (MP 571/12), que altera o novo Código Florestal, para evitar futuros vetos do Executivo.

A proposta foi feita durante a audiência pública realizada na manhã desta terça-feira (26), no Senado, proposta pela comissão mista que analisa a MP, que altera o texto do Código Florestal.

A audiência contou com a presença dos os ministros do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; da Agricultura, Mendes Ribeiro; do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas; e das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

A sugestão foi apoiada pelo deputado Bohn Gass (PT-RS) e pelo senador Jorge Viana (PT-AC), respectivamente presidente e vice-presidente da comissão mista responsável por emitir parecer sobre a MP, antes do exame da matéria pelos plenários da Câmara e do Senado.

Também o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) manifestou preocupação com a expectativa da sociedade brasileira em torno da possibilidade de novas mudanças na lei florestal. O parlamentar disse perceber grande ansiedade no meio rural brasileiro e observou que a implementação de medidas de regularização ambiental, previstas no novo código, está condicionada à conclusão da tramitação da MP.

Segundo informou Bohn Gass, o relator da comissão mista, senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC), apresentará seu relatório no próximo dia 4 e o texto será votado no dia 10 de julho.

*Com informações da Agência Senado