Publicidade
Amazônia
Castanha desidratada

Castanha da Amazônia desidratada vai ser carro chefe de Central de Beneficiamento localizada em Barcelos (AM)

No próximo dia 3 de março vai ser inaugurada a Central Comunitária de Beneficiamento de Castanha da Amazônia na comunidade localizada em Barcelos (AM) 29/02/2012 às 13:55
Show 1
Castanha desidratada já teve primeiro teste de aceitação na Festa do Peixe Ornamental em Barcelos (AM)
acritica.com Manaus

Produtores rurais que moram e trabalham no Rio Unini  têm motivos para comemorar a inauguração da Central de Beneficiamento: ela vai ter como carro chefe a Castanha da Amazônia do Unini, produto que é resultado de seis anos de trabalho que incluem desde a elaboração do projeto até os testes finais de produção.

A castanha desidratada passou por testes operacionais em janeiro de 2012 e foram produzidos 80 pacotes de 500 gramas de castanha desidratada e embalada a vácuo.

O resultado final foi tão bom que, em conjunto com as lideranças da Associação dos Moradores do Rio Unini (AMORU), decidiu-se levar o produto até Barcelos, onde entre os dias 27, 28 e 30 de Janeiro aconteceu o Festival do Peixe Ornamental, para mostrar e divulgar a Castanha da Amazônia do Unini. O recebimento e aceitação do produto foram muito animadores, pois além de presentear alguns pacotes para representantes institucionais, foi vendida uma boa quantidade do produto, mostrando o potencial comercial do produto.

A inauguração da Central de Beneficiamento é resultado também das parcerias feitas no projeto que conta com a participação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), da Fundação Vitória Amazônica (FVA), da Associação dos Moradores do Rio Unini, e dos financiadores: Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) do Ministério do Meio Ambiente, Fundo Nacional da Biodiversidade (FUNBIO), Fundação Moore, Cooperação Técnica da Alemanha (GIZ) e Conselho de Desenvolvimento Humano do Estado do Amazonas (CDH).