Publicidade
Amazônia
Amazônia

Cheia atinge mais de 26 mil pessoas em Coari, interior do Amazonas

Município de Coari registra aumento recorde no nível das águas. População rural é a mais atingida. 15/05/2012 às 22:39
Show 1
Prefeitura de Coari decretou Estado de Emergência no dia 13 de abril
ACRITICA.COM MANAUS

A Associação Amazonense dos Municípios (AAM) estima que 90% do total de 196 comunidades rurais de Coari (a 363 km de Manaus) já foram atingidas pela enchente deste ano. Com aproximadamente metade da população do município residindo na área rural (47% dos 79.800 habitantes), calcula-se que cerca de cinco mil famílias sofrem os danos causados pela cheia, um total de dezoito mil pessoas entre adultos, crianças e adolescentes. Na zona urbana, calcula-se que 1.859 famílias sofram com a invasão das águas, um número de 8.162 pessoas.

Somente no último sábado (12), o nível das águas registrado foi de 17,34 metros, 96 centímetros acima da cota suportada pelo município, e 13 centímetros a menos da marca histórica de 2009 (17, 47m). Na avaliação de Wilson Cavalcante, representante do município de Coari em Manaus, o impacto da cheia atingiu proporções acima do esperado para este ano, fazendo com que a inundação fosse sentida até mesmo nas áreas de várzea alta, geralmente mais difíceis de serem inundadas. Ainda segundo Cavalcante, a Defesa Civil do município estipula que o nível das águas do rio Solimões esteja subindo três centímetros por dia.

Do montante de R$ 10 milhões disponibilizados pela União para atender às comunidades vítimas da cheia, o município de Coari ficou com um volume de recursos no valor de R$ 844. 784, 24. Esse montante, superior ao que será repassado aos outros municípios  do Estado, foi determinado através de análise feita pelos técnicos da Defesa Civil do Estado, a partir de levantamento do número de famílias atingidas e das dificuldades de acesso para socorrer essas vítimas.

A Prefeitura de Coari decretou Estado de Emergência no dia 13 de abril, mesmo dia em que houve reunião com todos os secretários para a elaboração de um plano de emergência. Atualmente, o auxílio emergencial para as famílias atingidas pela enchente vem sendo realizado com recursos próprios da Prefeitura, através de cadastramento.