Publicidade
Amazônia
Amazônia

Estudo preliminar identifica presença de sítios arqueológicos nas margens do lago Tefé (AM)

A pesquisa é desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa em Organização Social e Manejo Participativo do Instituto Mamirauá. Uma avaliação inicial indica que os grandes sítios do lago Tefé apresentam semelhanças com aqueles do encontro Negro/Solimões. 09/07/2012 às 18:33
Show 1
Material aflorando no solo, localidade Vila Bastos
acritica.com Manaus

O Instituto Mamirauá inicia nesta quarta (11), o 9º Seminário Anual de Pesquisa (SAP). Nesta edição, pesquisas arqueológicas serão apresentadas e uma delas destaca os resultados preliminares do estudo que identificou a presença de 22 sítios arqueológicos nas margens do lago Tefé, que fica nos municípios de Alvarães e Tefé (muncípios a 531 e 525 quilômetros de Manaus, respectivamente).

A pesquisa é desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa em Organização Social e Manejo Participativo do Instituto Mamirauá. De acordo com a cientista social Jaqueline Gomes, uma das pesquisadoras do estudo, foram realizadas duas etapas de campo. Uma avaliação inicial indica que os grandes sítios do lago Tefé apresentam semelhanças com aqueles do encontro Negro/Solimões.

“Essas semelhanças dizem respeito à densidade de material cerâmico, ao tamanho dos sítios e à presença de terra preta. Essa hipótese precisa ainda ser testada através de escavações sistemáticas e análise do material cerâmico”, disse Jaqueline, que também é autora de outros trabalhos que serão apresentados no SAP, de estudos arqueológicos na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã.

Nesta reserva, foi identificado o sítio cerâmico Cacoal do Amanã, localizado na margem direita do lago Amanã. Sua área total foi estimada em 5,8 hectares e as escavações realizadas em uma área de 4x1m no local de maior densidade cerâmica. O pacote arqueológico atingiu a profundidade de 1,80m e nesta área foram evidenciadas diversas estruturas com formas e tamanhos variados, mas geralmente compostas por cerâmica, bolotas e muitos carvões.