Publicidade
Amazônia
Amazônia

Governo promove ação para erradicar sub-registro de nascimento indígena

A ação, desta terça-feira, 20, visa garantir registro civil de nascimento a mais de cinco mil índios entre crianças e adultos. No Alto rio Negro a expectativa é registrar mais de 2,5 mil indígenas. 19/11/2012 às 15:30
Show 1
Crianças e adultos são alvos da ação de erradição do sub-registro civil
acrítica.com* ---

O governo do Amazonas promove nesta terça-feira, 20 de novembro, a partir das 14h, na Casa dos Saberes, na sede da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn), no município de São Gabriel da Cachoeira (a 1.150 quilômetros de Manaus), a última Ação Cidadania para a erradicação do Sub-Registro Civil de Nascimento na região do Alto rio Negro. O evento vai contar com a presença da ministra da Secretaria Nacional de Direitos Humanos (SDH), Maria do Rosário.

O trabalho vai se estender até o dia 16 de dezembro nas comunidades indígenas de Pari-Cachoeira e Maturacá.  No mesmo período, além do Alto rio Negro, a ação será promovida simultaneamente nos municípios de Atalaia do Norte, Boca do Acre, Envira, Rio Preto da Eva, Novo Airão, Iranduba, Presidente Figueiredo, Manacapuru, Guajará, Ipixuna, Pauiní, Tonantins, Manaus e na comunidade de Santo Antônio do Matupí, em Manicoré.

A secretária executiva adjunta da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas), Nádia Lúcia da Costa Soares, disse que o objetivo é garantia o Registro Civil de Nascimento a mais de 5 mil índios, entre crianças e adultos. “Em São Gabriel vamos atender os povos Hupd’ãh, Yuhupdeh e Yanomami e a nossa expectativa é registrar mais de 2,5 mil indígenas, na região do Alto rio Negro”, calculou.

O trabalho faz parte do Plano de Trabalho do Pacto Estadual do Enfrentamento ao Sub-Registro Civil de Nascimento e o evento contará com a presença da secretária da secretária executiva da Seas, Graça Prola, e representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Fundação Nacional do índio (Funai) e Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Durante o ano de 2012, as Ações de Cidadania promovida na capital e no interior, foram expedidos 19,5 mil documentos pessoais, entre Certidão de Nascimento, CPF, RG e Registro de Autorização de Nascimento Indígena (Rani). Para o próximo ano, o trabalho será intensificado nas comunidades indígenas, de acordo com Nádia Soares


 *Com informações da assessoria de comunicação