Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Meio Ambiente, Desmatamento, Greenpeace, Ciberativismo, Florestas, Eleições 2012

Greenpeace mobiliza eleitores para salvar as florestas

Assim como a Lei da Ficha Limpa, a campanha Desmatamento Zero - para a preservação das florestas -, também é de caráter popilar e após mais de hum milhão de assinaturas será analisada pelo Congresso Nacional   05/10/2012 às 20:02
Show 1
Vista áerea da Floresta Amazônica, uma das florestas brasileiras a ser salva pela campanha Desmatamento Zero
Síntia Maciel Manaus

A importância da Lei da Ficha Limpa, para auxiliar na escolha de candidatos que não apresentam nenhuma pendência judicial, será a argumento trabalhado neste domingo (7), pela organização não governamental Greenpeace, em várias capitais brasileiras, para a obtenção de mais assinaturas ao projeto de caráter popular Desmatamento Zero.

Assim como a Lei da Ficha Limpa, a Desmatamento Zero – voltada para a preservação das florestas -, também é de caráter popular, e ao alcançar a marca de 1,4 milhão de assinaturas até 2013, será enviada ao Congresso Nacional para ser apreciada, e por extensão transformada em lei.     

“Estamos aproveitando o gancho das eleições para mostrar que assim como a Lei da Ficha Limpa, que incentiva o voto consciente, também é possível preservar as florestas por meio da iniciativa popular”, explica a integrante da Campanha da Amazônia do Greenpeace, Caroline Donatti.

Neste domingo (7), o Greenpeace estará com equipes de voluntários mobilizados em várias capitais brasileiras, em busca de assinaturas. Em Manaus, as assinaturas serão recolhidas no Instituto de Educação do Amazonas (IEA), localizado na rua Ramos Ferreira, Centro.

Para assinar o projeto, explica Caroline, o interessado deve estar de posse do Título de Eleitor. A exigência do documento, segundo ela, é necessária para que quando o projeto seja apresentado ao Congresso Nacional, seja validado, em virtude das assinaturas serem verdadeiras, já que constam em um documento oficial.

Até a última quinta-feira (4), um total de 556 mil pessoas já haviam assinado a petição, seja presencialmente – há três meses o Greenpeace vem promovendo a campanha Desmatamento Zero -, ou virtualmente, pelas Redes Sociais.

“Assim como é possível utilizar o título de eleitor para votar de forma consciente, também é possível utilizá-lo para salvar as nossas florestas”, destaca.

Aqueles que não conseguirem assinar a petição em Manaus poderão fazê-lo pelo site da campanha.