Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Furto, Crime Ambiental, TCO, Parque do Mindu, Semmas, Polícia Militar, DEMA

Homens são flagrados furtando açaí de dentro de parque municipal, em Manaus

Retirada ilegal do fruto, de dentro do Parque do Mindu, foi denunciada à PM, por moradores do entorno do lugar, que já haviam percebido outras investidas no local 16/08/2012 às 12:01
Show 1
Sacas contendo açaí furtado e material utilizado pelo trio, foram apreendidos
acritica.com Manaus

Um flagrante de roubo, um tanto inusitado, ocorreu nessa quarta-feira (15), pela Polícia Militar, nas dependências do Parque Municipal do Mindu, localizado no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, onde quatro homens – entre eles um adolescente de 17 anos -, estavam furtando açaí.

Apesar de um dos envolvidos no furto ter escapado, os militares conseguiram prender Deolindo Pires Amorim Filho, 60; Raimundo Nonato da Silva Filho, 20, e o adolescente de 17 anos. O trio foi encaminhado à Delegacia Especializada em Meio Ambiente (Dema), onde foi lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO). Os equipamentos utilizados para a retirada do açaí também foram apreendidos.

A ação foi denunciada pelos moradores da área, que viram quando quatro homens entraram na unidade de conservação, enquanto um veículo modelo Kombi, de placas não identificadas, ficou estacionado no lado de fora aguardando o carregamento do fruto.  

Os acusados tiveram acesso à unidade pela avenida Umberto Calderaro Filho, na altura do Passeio do Mindu. Os homens transportavam duas sacas de 60 quilos, quando foram flagrados.

Fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), órgão responsável pela gestão da unidade, apuraram que não é a primeira vez que os moradores da área observam a ação desses mesmos homens.

Porém, não sabiam do que se tratava. Somente na tarde dessa quarta-feira constataram que estavam roubando açaí do local.

Desequilíbrio
Penetrar em unidades de conservação conduzindo substância e instrumentos destinados à caça ou exploração de produtos ou subprodutos  sem a devida autorização é crime ambiental previsto no artigo 52 da Lei Federal de Crimes Ambientais (9.605/1998). Se a extração for feita em período de queda dos frutos, o crime se agrava.

Os frutos existentes no Parque do Mindu têm como objetivo fundamental alimentar os animais da fauna silvestre que habitam a unidade.

A ausência de alimentos faz com que os animais, a exemplo das cutias, saiam do parque em busca de comida, correndo risco de atropelamento ou de serem levadas para abate.