Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Sesai, Seind, Indíos, Saúde indígena, Munduruku, sateré-mawé, Casai

Indígenas avaliam atendimento de saúde nas aldeias do Amazonas

Reunião foi articulada por lideranças indígenas para avaliar o atendimento nos municípios de Borba e Nova Olinda 27/08/2012 às 16:39
Show 1
Indígenas fizeram avaliação sobre o atendimento de saúde nas aldeias de Borba
acritica.com Manaus

As ações de saúde que vem sendo desenvolvidas nas aldeias Kwatá e Laranjal foram avaliadas no último sábado (25), por aproximadamente 100 indígenas dos povos Munduruku e Sateré-Mawé, no município de Borba - a 150 quilômetros de Manaus. A reunião foi articulada pelas próprias lideranças, junto à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), com o objetivo de definir o papel real das prefeituras de Borba e Nova Olinda do Norte, na aplicação dos recursos destinados à saúde dos indígenas nos dois municípios. A Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), participou como convidado do evento.

Apesar de não abrigar os dois polos, Nova Olinda do Norte - a 138 quilômetros de Manaus -, recebe os atendimentos de média e alta complexidade. Além de uma Casa de Saúde Indígena (Casai), o município também possui uma equipe da Sesai que serve de apoio no atendimento.

“Por falta de informações, as comunidades não estavam sabendo como reivindicar os seus direitos, de uma forma correta, daí a importância de realizarmos essa reunião”, destacou o assessor técnico da Funai em Manaus, Edivaldo Munduruku, que esteve nas discussões, acompanhado do servidor e representante da Seind, Adail Munduruku.

“A reunião foi positiva, principalmente pela participação de instituições como a Seind e a Funai de Nova Olinda e de Manaus”, destacou Adail.

A Sesai tem uma equipe multidisciplinar em cada polo base de Saúde em Borba, para fazer o atendimento dentro das aldeias. Cada um funciona como pequeno hospital de atendimento à atenção básica, o de Kwatá, no rio Canumã, e o de Laranjal, no rio Mari. Ambos realizam atendimentos que beneficiam mais de 4 mil indígenas de forma direta.