Publicidade
Amazônia
Amazônia

Líder rural que denunciava grileiros e desmatamentos é morto a facadas no sul de Lábrea (AM)

Informações dão conta de que o assassinato foi motivado por causa de terras. Já foram contabilizados oito assassinatos, três apenas neste ano, provocados pela ofensiva de grileiros e madeireiros aos lotes dos assentamentos da reforma agrária. 26/11/2012 às 18:22
Show 1
Lábrea, um dos municípios campeões de desmatamento no Amazonas
acritica.com Manaus (AM)

O líder rural Raimundo Nonato da Silva Chalub, conhecido como ‘Rato’ foi morto a facadas em sua própria casa, localizada no sul de Lábrea (município a 702 quilômetros de Manaus) no último dia 21 de novembro. Ele era conhecido por denunciar grilagem de terras e o desmatamento ilegal em assentamentos do programa “Terra Legal”.

Informações dão conta de que o assassinato foi motivado por causa de terras. Já foram contabilizados oito assassinatos, três apenas neste ano, provocados pela ofensiva de grileiros e madeireiros aos lotes dos assentamentos da reforma agrária.

Cobrança

Nesta segunda-feira (26), a deputada federal do Amapá, Janete Capiberibe, cobrou providências do Governo Federal para investigar assassinato. Ela quer que as forças policiais federais atuem na região. “É plenamente justificada a atuação da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança em Lábrea. São crimes ambientais e de invasão de terras públicas, além dos crimes contra os direitos humanos”, afirma a deputada por meio de assessoria.

“Esse pedido já foi feito pela Ouvidoria Agrária, mas indeferido pelo Ministério da Justiça”, denuncia a socialista. Ela formalizará novo pedido ao Governo Federal.