Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Cheia, enchente, Marinha do Brasil, Anamã, Anori, Caapiranga, rio Solimões, 9º Distrito Naval

Navio hospital da Marinha inicia atendimento às vítimas da cheia, no AM

Com capacidade para efetuar um atendimento diário de 300 pessoas, o NAsH “Doutor Montenegro”, conta com uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde 08/05/2012 às 10:24
Show 1
Durante 20 dias, NAsH "Doutor Montenegro" deverá atender de 4 a 6 mil pessoas, em municípios do rio Solimões
Síntia Maciel Manaus

O Navio de Assistência Hospitalar (NasH) “Doutor Montenegro”, da Marinha do Brasil, segue nesta terça-feira (8) de Manaus, para atender as famílias atingidas pela cheia, nos municípios do rio Solimões.

Com capacidade para efetuar um atendimento diário de 300 pessoas, o NAsH “Doutor Montenegro”, conta com uma equipe multidisciplinar, formada por médicos, dentistas, enfermeiros e radiologistas.

De acordo com o comandante da embarcação, o capitão de corveta Marcos Alves, a primeira parada do navio será o município de Anori – situado a 200 quilômetros de Manaus -, onde deve aportar, nesta quarta-feira (9).

Em seguida, o NAsH “Doutor Montenegro”, desce o rio Solimões em direção aos municípios de Anamã e Caapiranga.

A expectativa, segundo Alves é a de que em 20 dias de viagem  sejam atendidas de 4 a 6 mil pessoas.

Apoio logístico
Além do atendimento médico, o NAsH “Doutor Montenegro”, também fará o transporte de madeiras, entre outros materiais, que deverão ser distribuídos aos ribeirinhos atingidos pela cheia, pela Defesa Civil estadual.