Publicidade
Amazônia
Amazônia

Operação "Fronteira Segura" prende seis pessoas em Tabatinga, no Amazonas

A operação “Fronteira Segura” foi iniciada no dia 20 de março deste ano, e conta com a parceria do Exército, Marinha e Polícia Federal, que traçam estratégias para acabar com a criminalidade nas fronteiras da Amazônia 01/04/2012 às 17:30
Show 1
Operação "Fronteira Segura" em ação nas águas de Tabatinga
acritica.com Manaus

Operação “Fronteira Segura”, que acontece no município de Tabatinga (a 1.008 km a oeste de Manaus), já resultou na prisão de seis pessoas por suspeita de tráfico de drogas, apreensão de droga, além de envolvimento de pessoas em casos de lesão corporal e prostituição infantil.

Esse é o resultado de mais de uma semana de ação da operação “Fronteira Segura”, realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

A informação é do coordenador da operação e da Estratégia Estadual de Segurança Pública na Fronteira (Esfron), coronel Dan Câmara. Segundo ele, em Tabatinga, uma Força Integrada de Resposta Rápida (FIR), tropa treinada, especializada e composta de Policiais Militares e Civis, Bombeiros, Peritos e Agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), realiza fiscalizações nos rios e em locais suspeitos, além de montar barreiras policiais em lugares estratégicos de saída da cidade interiorana.

O lançamento da operação “Fronteira Segura” foi no dia 20 de março, com a presença do secretário estadual de Segurança Pública, coronel PM Paulo Roberto Vital, que esteve em Tabatinga visitando órgãos parceiros como o Exército, Marinha e Polícia Federal, para discutir as estratégias integradas.

Roberto Vital ressalta que as barreiras têm também a finalidade de orientar e reeducar a população local quanto ao uso de capacetes e regulamentação de documentos pessoais e dos veículos. Além  de reprimir a entrada de ilícitos penais no País. “Diariamente, os policiais também realizam policiamento motorizado e incursões a pé nas áreas de maior incidência criminal conforme dados estatísticos e informes locais”, disse o secretário.

Dan Câmara explica que outra característica da operação “Fronteira Segura” é a atuação dos Programas Sociais como Proerd, Previne e a Estratégia de resistência a Criminalidade que estão sendo trabalhados em parceria com a comunidade, Prefeitura e outros órgãos parceiros envolvidos nas ações como o Ministério Público e Justiça estadual.

Até o dia 20 de março, a Polícia Civil de Tabatinga registrou 15 homicídios, a maioria com características de execução ligada em tráfico de drogas. A redução da criminalidade, com foco nos homicídios com características de pistolagem, é o principal objetivo da operação.

Mais recursos

O Ministério da Justiça aumentou o valor total dos recursos destinados à Estratégia Estadual de Segurança Pública na Fronteira do Amazonas (Esfron).

A previsão é a liberação de mais R$ 13 milhões para o desenvolvimento de ações em 30 municípios do Amazonas localizados na área de fronteira, faixa de fronteira e divisas.

Para a primeira etapa já foram investidos cerca de R$ 3,5 milhões por parte dos governos estadual e federal. O recurso será utilizado no reaparelhamento dos órgãos que integram o sistema de segurança pública, como a compra de motocicletas, embarcações, armamento e aquisição de novas tecnologias para otimizar o sistema de comunicação, monitoramento, e implantação das forças integradas de resposta rápida.